♪♪ = Música Eletrônica?

. sexta-feira, 11 de dezembro de 2009
0 comentários

Depois de muito tempo sem postar por estar sem tempo, vou reproduzir um artigo que vale muito a pena.

A artigo é de Saulo Eduardo Fernandes Wanderley, formado em Jornalismo (Cásper Líbero) e Composição & Regência (UNICAMP), diretor da PAUTA Arte & Comunicação Ltda. , editor da revista On&Off, e autor do blog PLAY.
O artigo encontra-se em:

É muito bom ler algo assim, de alguém que escreve com tanta propriedade sobre um assunto que é meu no cotidiano, afinal, esse é o tema de minha pesquisa na UFGRS.


"Nos anos 60, 70 e 80 quem queria se profissionalizar como músico sonhava ser um instrumentista animal, um compositor genial ou um cantor superlegal. A mediocridade da máquina fonográfica oficial está conseguindo fazer com que o sonho se resuma a ser um DJ bestial, e não na acepção lusa do adjetivo. Mas DJ sabe o que é acepção?



Decepção à parte, os jornalistas ditos especializados contribuem animadamente para a desinformação crônica, chamando o produto dos DJs de "Música Eletrônica". Além de usarem mal o rótulo, revelam sua rotunda ignorância histórica, quando chamam música da mais vagabunda qualidade de eletrônica. Mas jornalista especializado sabe o que é rotunda?


Sabendo ou não, música eletrônica é a música produzida a partir de não-instrumentos, ou de instrumentos adaptados de forma a produzirem som modificado pela eletricidade. Mas jamais será não-música produzida a partir elementos frustrados por não saberem produzir som a partir de sua simples motricidade.


Vamos a alguns fatos que podem ajudar a quem interessar possa a não fazer de seu ouvido um receptáculo de bosta. Em 1859 David Hughes inventou um telégrafo que usava um teclado parecido ao do piano. E em 1876 já se prenunciava a cumplicidade do telefone - ou da telemática - com a música. Elisha Gray inventou o piano eletromusical, que transmitia sons através de fios.



Como todos sabem, em 1877 Thomas Alva Edison inventou o fonógrafo, a princípio usando papel e depois um cilindro de metal. E em 1897 Votey inventou a pianola, um instrumento que usava uma fita de papel perfurado. Na virada do século, em 1906 (o século demorava uns 5 anos pra virar na época) Thaddeus Cahill inventou o Dynamophone, instrumento que produzia 200 sons através de dínamos, e os transmitia por fios telefônicos. No mesmo ano Lee De Forest inventou a primeira válvula, o Triode.


Em 1910 mais uma parceria com a música: o rádio, com a primeira transmissão ao vivo em Nova York. Em 1912 os italianos Luigi Russolo e Filippo Marinetti decretavam a música eletrônica no movimento futurista, cujo manifesto se chamava Música Futurista: "... para agregar aos temas centrais do poema musical o domínio das máquinas e o vitorioso reinado da eletricidade." Como se percebe, os DJs estão apenas 90 anos atrasados.


Em 1920 o russo Leon Theremin inventou o Aetherphone, que usava osciladores a vácuo para produzir notas musicais. As notas eram aumentadas ou diminuídas de volume pela posição da mão do executante contra uma antena, e movendo a outra mão por uma haste se alteravam as alturas entre o grave e o agudo. A banda de rock inglesa Led Zeppelin e muitos outros artistas contemporâneos usaram o Theremin, como ficou conhecido o instrumento.


Por mais que os DJs achem que os avós da música eletrônica foram os alemães do Kraftwerk, os alemães que não queriam saber se o Kraft iria existir ou não, destruíram na segunda guerra os 3 dos principais instrumentos criados por Jorg Mager em 1922: o Spharophon, o Partiturophon e o Kaleidophon, aplicados em produções teatrais. Mas bem antes a França já mostrava serviço contra os alemães.



Em 1928 o francês Maurice Martenot inventou um instrumento parecido com o Theremin, que substituía a antena por um captador de eletrodo que os executantes disparavam passando um anel pelo teclado. Ficou conhecido como Ondes Martenot. Já o que os DJs fazem décadas atrasados é conhecido atualmente como bate-estaca, bem diferente da onda do martelô, como poderíamos chamar a repercussão que a invenção de Maurice teve na ocasião.


Em 1929, em plena depressão norte-americana, o ianque Laurens Hammond inventou o órgão eletrônico, que usava 91 discos eletromagnéticos rotatórios coordenados por um motor e outros mecanismos que variavam os parâmetros dos sons. Meia-dúzia de anos mais tarde, em 1935 os alemães contratacaram criando o primeiro gravador de fita magnética, o AEG - Allegemeine Elektrizitats Gesellschaft.


Em 1937 a chamada multimídia começou a rolar. O diretor de cinema Orson Welles foi o primeiro a usar em seus filmes (War Of The Worlds) as técnicas da música eletrônica. Em 1944 a música eletrônica entrou na dança. Percy Grainger e Burnett Cross inventaram uma máquina que criava sons a partir de performances humanas. Bastou que o Bell Labs desenvolvesse em 1947 o transistor, para que a música eletrônica chegasse ao rádio de vez.



Em 1948 um técnico de som da RTF - Radio Television Française - compôs uma peça baseada em sons gravados, que não se originavam de nenhum instrumento musical. Pierre Schaeffer criava assim a música concreta, ainda meio confundida com a música eletrônica. Mas longe da confusão que fazem os DJs, que confundem Carolina de Sá Leitão com caçarolinha de assar leitão. Mas DJ sabe o que é caçarola? Atenção: não é caça-rola.


Em 1951 uma boa idéia: o estúdio da RTF se transformou oficialmente na sede do Grupo de Música Concreta, reunindo a nata dos compositores contemporâneos, como Olivier Messiaen e seus alunos George Barraque, Pierre Boulez e Karlheinz Stockhausen. Mas no ano seguinte uma dissidência: Boulez e Stockhausen saem do Grupo de Música Concreta e vão para outra emissora de rádio em Colônia na Alemanha - a Westdeutscher Rundfunk - onde, junto com Herbert Eimert começam a produzir a chamada Elektronische Musik, a pioneira, verdadeira e bem delineada música eletrônica.


Em 1954, Stockhausen, baseado nas pesquisas de Helmhotz, compõe os Estudos I e II, construindo sons sintetizados mais complexos, baseados em freqüências de som puras. Mas em 1955 o computador já engatinhava: Harry Olson e Belar, ambos da RCA, inventam o Electronic Music Synthesizer, que usava determinadas formas de onda filtradas. A máquina era programada através de um teclado tipo máquina de escrever auxiliado por tiras de papel perfurado com código binário em 40 canais.

Em 1958 acontece a primeira performance multimídia em instalação, no Philips Pavilion - um prédio projetado pelo famoso arquiteto Le Corbusier - que usava 425 caixas de som acompanhadas de projeções de imagens. Já em progressão geométrica de desenvolvimento, em 1959 Max Mathews e Joan Miller, do Laboratório Bell escreveram os primeiros softwares sintetizadores, o Music4 e o Music5, em linguagem FORTRAN. DJ sabe o que FORTRAN? Não é droga nova.

Mas nem tudo eram flowers & powers nos EUA nos anos 60, e em 1961 aconteciam os primeiros concertos de música eletrônica no estúdio da Columbia em Princeton, recebidos com hostilidade pelo meio acadêmico. Roberto Moog e Herbert Deutsch criavam o sintetizador baseado em voltagem controlada. Em 1964 o sintetizador Moog teve sua versão final lançada, graças à miniaturização dos circuitos eletrônicos. Gottfried Michael Koenig usou o software PR-1, ainda em FORTRAN, em um computador IBM 7090.

Em 1967 a música popular, mas exatamente o rock começava a usar a música eletrônica. O Grateful Dead lançou o álbum Anthem Of The Sun e Frank Zappa lançou o álbum Uncle Meat, ambos usando manipulação eletrônica. Dois anos depois Godfrey Winham e Hubert Howe adaptaram o software Music4 para um computador IBM 7094 em linguagem ASSEMBLY. O Music5 ganhou versões para IBM 360. Mathews e Richard Moore desenvolveram o programa Groove para sintetizadores analógicos.

Em 1972 a música eletrônica continua se popularizando, e o Pink Floyd lançou o álbum Dark Side Of The Moon, usando sintetizadores e gravações de música concreta. Em 1977 Peter Samson cria o SCDS - Systems Concepts Digital Synthesizer - que criava sinais e os processava em tempo real. Tinha 256 osciladores, 128 modificadores de sinal e uma memória considerável. Em 1981 Moore continua aperfeiçoando o Music5 que passa a ser escrito em linguagem C de programação, que logo ganha o nome de CMusic.

Em 1984 foi criado o MIDI - Musical Instruments Digital Interface - para padronizar a comunicação entre computadores e instrumentos musicais eletrônicos. Atualmente ao se falar em MIDI estamos nos referindo a 3 elementos: a Linguagem MIDI (especificações técnicas), o Conector MIDI (um hardware) e o Formato MIDI (como temos formatos de imagem, texto etc.). E em 1985 foi lançada a linguagem HMSL - Hierarchical Music Specification Language - baseada em uma série de informações chamadas morphs (de morphological, design morfológico).

Em 1986 o software Max (atenção DJs: não confundir com o heavyware Max Cavalera) foi desenvolvido em linguagem C por Miller Puckette, e lançado pela empresa Opcode. Era o primeiro programa a usar interface gráfica em plataforma Macintosh, e David Zicarelli o aperfeiçoou a partir de 1989. Mas desde 1987 já era comercializado o Macintosh II pela Apple, enquanto a plataforma PC ia adotando o protocolo MIDI, e o primeiro gravador de DAT era comercializado.

Em 1989 a Digidesign apresentava ao mercado o sistema Sound Tools para computador Macintosh modelo 1604. Em 1990 a Sony lançava oficialmente o CD gravável, conhecido como CDR (Compact Disk Recordable) e, não contente, lançava também em 1991 o MD - Minidisc - enquanto a Alesis apresentava o sistema ADAT, que usava fitas de VHS para registrar som.

A partir da década passada os DJs já se lembram de alguma - ou todas - as coisas que usam para produzir seus embalos. Não tenho nada contra a dança, aliás, aprecio uma contradança. Mas o ponto é que ninguém, que não saiba a diferença entra um contraponto e um ponto contra, pode nos apontar o norte musical. Nem com sorte. E espero que mais esse modismo se aborte, e a verdadeira música eletrônica soe cada vez mais forte."

♪♪ = Métodos para Instrumentos?

. domingo, 2 de agosto de 2009
14 comentários

O importante não é "O" método, mas sim "TER" método.
dica: digite "Ctrl + F" para pesquisar neste post.
Possivelmente você precisará do "winrar" para descompactar algum arquivo.

Violão
Henrique Pinto - Iniciação ao Violão - Vol 1 - Download

Henrique Pinto - Iniciação ao Violão - Vol 2 - Download

Mauro Giuliani - Método para Violão - Download

Escalas e Arpejos para Violão - Eythor Thorlaksson - Download

Sor-Coste - Metodo completo para violão.pdf - Download

 

Teoria Musical / Solfejo / Livros sobre Música

Paschoal Bona - Metodo para Divisão Musical.pdf - Download

Nelson Faria - A Arte da Improvisação.pdf - Download

Nelson Faria - Escalas, Arranjos, Arpejos.pdf - Download

Palestrina - Contraponto Modal.pdf - Download

Método para Arranjos - Com Áudio .pdf - Download

Almir Chediak - Harmonia e Improvisação.pdf - Download

Princípios Básicos da Música para Juventude.pdf - Download

Pozzoli - Guia Teórico Prático.pdf - Download

Bohumil Med - Teoria da Música.pdf - Download


Trompete

ARBAN - Complete Conservatory Method for Trumpet.pdf - Download

Jorge Nobre - Guia Prático para Trompete.pdf - Download

Governo do Ceará - Método para Trompete.pdf - Download

Laurent, Rene - Enseignement de la Trompette.pdf - Download

D. Gatti - Método para Trompete Vol 3.pdf - Download

Charles Colin - Método para Trompete.pdf - Download

Jay_Lichtmann - Desenvolvimento e técnica para Trompete.pdf - Download

O Som do Trompete - 295pág.pdf - Download

Trompete - Estudos para Flexibilidade.pdf - Download

Trompete - Estudos para Aquecimento.pdf - Download

Trompete - Estudos dos registros agudos.pdf - Download

Trompete - Preparação do Bocal.pdf - Download


 

Saxofone

H. Klosé - Método para Saxofone.pdf - Download

César Albino - Método de Saxofone.pdf - Download

Henry Lindeman - method for saxophone .pdf - Download

Skornicka, J. E. - Intermediate Method Saxophone.pdf - Download

Skornicka, J. E. - Elementary Method Saxophone.pdf - Download

Sigurd M. Raschér - Top Tones For Sax (Methode).pdf - Download

Bozza - 14 Estudos de Modos Carnáticos.pdf - Download

Caravan, Ronald L - Preliminary Exercises & Etudes In Contemporary Techniques.pdf - Download

Eric Marienthal- Comprehensive Jazz Studies & Exercises.pdf - Download

Amadeu Russo - Método para Sax.pdf - Download

 

Flauta

Alphonse Ludec - Moyse, Marcel - Debutant Flutiste .pdf - Download

Moyse - 25 estudos para flauta.pdf - Download

Moyse - Enseignement Complet de la Flûte.pdf - Download

Taffanel & Gaubert - Método de flauta para exercícios diários.pdf - Download

Taffanel & Gaubert - Método completo para flauta.pdf - Download


Clarineta

ALLEN - estudos progressivos - PARTE 1 de 2.pdf - Download

Jorge Nobre - Aprendendo a Tocar Clarinet.pdf - Download

Klose - Método Francês para Clarinet.pdf - Download

Rubank - Método Básico para Clarinet.pdf - Download

Magnani - Método Completo para Clarinet.pdf - Download

Leblanc - Livro de Estudos para Clarinet Vol 1.pdf - Download

Leblanc - Livro de Estudos para Clarinet Vol 2.pdf - Download

 

Trombone

BandFolio - trombone nível Básico - Vol 1.pdf - Download

BandFolio - trombone nível Intermediário - Vol 2.pdf - Download

Blast an Spielt Mit - Método Alemão - Duetos Trombone e Trompa.pdf - Download


Trompa

Método pra Trompa F.pdf - Download


Baixe partituras gospel aqui.


Se você gostou do conteúdo, tem alguma sugestão, quer sugerir algum outro método, não encontrou o que precisava ou quer fazer alguma crítica ou elogio, faça algum comentário. COMENTE







Vale lembrar que este site não hospeda os arquivos. Apenas indica links que já estão na net. Sou totalmente contra a PIRATARIA!


Não use software pirata. Use Software livre. Use Linux.

Quer mais partituras? neste post tem. 

♪♪ = Chimpanzé prefere consonâncias?

. sexta-feira, 31 de julho de 2009
0 comentários


Estudo indica que chimpanzés são capazes de apreciar música

Pesquisa com filhote no Japão revelou que animal prefere ouvir música harmoniosa a dissonante

Da BBC News - Uma pesquisa realizada por cientistas japoneses indica que os chimpanzés podem ter uma capacidade inata de apreciar música agradável - algo que se acreditava que fosse exclusivo dos humanos.

A equipe dos pesquisadores Tasuku Sugimoto e Kazuhide Hashiya, da Universidade Kyushu, em Hakozaki, no Japão, observou as reações da chimpanzé Sakura a diferentes sons quando ela tinha entre 17 e 23 semanas de idade.

A filhote nunca tinha sido exposta a qualquer forma de música. Durante os testes, Sakura ficou deitada em uma cama e um fio de lã foi amarrado à sua mão direita. Um sistema de som com alto-falantes foi colocado ao lado da cama, tocando melodias que duravam entre 38 segundos e 63 segundos.

Toda vez que Sakura puxava o fio, o trecho de música era repetido. Foram feitos seis testes, um por semana, em seis semanas consecutivas, cada um durando cerca de 20 minutos. Entre os trechos de música tocados estavam composições alemãs dos séculos 17 e 18.
As peças foram também alteradas com programas de computador para que ficassem dissonantes.

Em três dos seis testes, os pesquisadores tocaram primeiro os trechos consonantes. Nos outros três, eles iniciaram o experimento com música dissonante. Nos seis testes, Sakura puxou o cordão muito mais vezes após ouvir música consonante do que quando ouviu música dissonante.

Surpresa: O experimento foi descrito em um artigo na publicação científica Primates. "Ficamos muito surpresos com a coerência dos resultados", disse Hashiya. "Ela rapidamente aprendeu a regra do mecanismo e consistentemente tocou música consonante, ao invés da dissonante, durante muito mais tempo."

A descoberta pode ter implicações importantes sobre como a capacidade de apreciar música evoluiu.
Os especialistas japoneses também acreditam que a preferência inata de chipanzés por melodias agradáveis possa ter alguma função biológica. Resta saber qual.

♪♪ = Partituras Gospel? (c)

. sexta-feira, 17 de julho de 2009
1 comentários

Seguindo, vou colocar aqui algumas partituras gospel que encontrar pela net.
Aqui segue as com cantores cujos nomes iniciam com a letra (c)

São partituras de vários cantores evangélicos que você poderá baixar em formato Enc (para abrir no Encore) ou PDF e estão hospedadas no 4shared, um HD virtual gratuito e fácil de baixar.

Devo avisar que nem todas as partituras deste post estão bem feitas ou são de boa qualidade, mas, mesmo assim, tem bastante material e acho que pode ajudar quem está a procura de partituras evangélicas.

Cassiane - O Tempo não Pode Apagar - enc: Download

Cassiane - 500 graus - enc: Download

Cassiane - Deus Faz - enc: Download

Cassiane - Deus Maravilhoso - enc: Download

Cassiane - Deus Responde - enc: Download

Cassiane - Eis-me Aqui - enc: Download

Cassiane - O Tempo não Pode Apagar - enc: Download

Cassiane - Cristo Está Comigo - enc: Download


Arranjos para Orquestras de Sopros ou Bandas


Cassiane - Com Muito Louvor - enc: Download

Veja mais neste post



Oportunidade de aprender música com aulas particulares na cidade de Gravataí-RS ou região metropolitana de Porto Alegre. 

R$ 200,00 mensais na residência do aluno
Crianças apartir de 7 anos.



Fonte principal: comunidade partituras e cifras gospel - orkut
E em breve, mais arquivos para baixar.





Vale lembrar que este site não hospeda os arquivos. Apenas indica links que já estão na net. Sou totalmente contra a PIRATARIA!


Não use software pirata. Use Software livre. Use Linux.

Quer mais partituras? neste post tem. 

♪♪ = Música & Arqueologia?

. quinta-feira, 25 de junho de 2009
3 comentários

Flauta de 35 mil anos é mais antigo instrumento musical do mundo

Primeiros humanos modernos da Alemanha produziram instrumentos.
Matéria-prima foi osso e marfim; para pesquisadores, é a origem da música.

Reinaldo José Lopes Do G1, em São Paulo

A asa de um abutre e presas de mamute serviram de matéria-prima para produzir os mais antigos instrumentos musicais do mundo, afirma um estudo na edição desta semana da revista científica "Nature". São flautas encontradas em cavernas do sudoeste da Alemanha, testemunhas de uma aparente explosão de criatividade que tomou conta dos primeiros seres humanos a colonizarem a Europa.



As flautas de osso (a mais completa e bem preservada) e de marfim foram encontradas e analisadas pela equipe de Nicholas J. Conard, arqueólogo da Universidade de Tübingen (Alemanha) que é um dos maiores especialistas nessa aparente Semana de Arte Moderna que aconteceu há cerca de 35 mil anos, na Europa da Idade do Gelo.

Depois de remontada, a flauta de osso de abutre revelou ter quase 22 cm de comprimento (embora ela não esteja inteira, até onde os pesquisadores podem estimar; pode ser que ela fosse ainda mais comprida). Com cinco buracos para os dedos, os arqueólogos estimam que ele pudesse produzir uma variedade de notas tão grande quanto a da maioria das flautas modernas.


Antes da descoberta, alguns pesquisadores tinham proposto que os neandertais, nossos parentes extintos mais próximos, também tinham tradições musicais. No entanto, os instrumentos alemães apresentam a primeira prova inequívoca da existência de música entre seres humanos modernos ou seus parentes. Na mesma época, artes como a pintura e a escultura também estavam emergindo na Europa.

♪♪ = Música x Criminalidade?

. quinta-feira, 21 de maio de 2009
0 comentários

Juiz cria projeto de música em favela para prevenir criminalidade

Em Recife, crianças e jovens têm aulas até de língua estrangeira.

A Favela do Coque, no Recife, é uma das comunidades mais pobres e com um dos maiores índices de criminalidade da cidade. O lugar é como tantos outros no Brasil, mas as coisas lá começaram a mudar. É mais um exemplo de projetos que podem ajudar a Justiça brasileira. A reportagem é a última da série exibida pelo Jornal Nacional esta semana sobre as dificuldades da Justiça brasileira e iniciativas para melhorá-la.

Na favela, olhando em volta, parece que não há futuro para as crianças, mas uma iniciativa investe na prevenção à criminalidade através da música. “Música e matemática se confundem, então quando essas crianças chegaram, eles não sabiam nada de nada”, diz o maestro Cussy de Almeida, lembrando do começo do projeto.

A escola de música e orquestra vai completar três anos e foi ideia do juiz João José Targino. "Prevenir é mais importante do que reprimir, do que remediar”, diz o juiz.

A orquestra tem 130 participantes, entre meninos e meninas, cheios de sonhos e histórias, como a Genilza. “Eu não sei te explicar, mas eu gosto dele, ele é uma extensão do meu corpo”, diz Genilza. No projeto, o ritmo é puxado.

A escola funciona dentro de uma unidade militar, que fica perto da favela do Coque. A escola é como uma segunda casa para as crianças. João Pedro, que toca violino, já sabe até onde a música poderá levá-lo. “ Vou querer tirar minha mãe do Coque, colocar num bairro calmo, que não tenha muita violência, vou, assim, construir a minha vida, uma família 'pra' mim."

Em casa, João tem pouco espaço para ensaiar, mas é um aluno dedicado e o maior orgulho da mãe, dona Rosângela. “O que eu quero dele é que ele seja um homem de bem, não quero casa, só quero que meu filho seja feliz, a felicidade dele é o que importa", diz a mãe.

As crianças e jovens da orquestra se apresentaram no Teatro Municipal para receberem um prêmio. Foi mais um reconhecimento ao talento e ao esforço deles em busca de uma vida melhor.


♪♪ = Partituras para Violão?

.
5 comentários

Vou colocar aqui algumas partituras para Violão que encontrei no 4shared.
 

Fernando Sor - 20 Estudos para Violão - Download

J. S. Bach - Violão Clássico - Partituras e Tablaturas - pdf - Download

Paulo Belinati - Estudos Litorâneos - pdf - Download

João Pernambuco - Sons de Carrilhões - pdf - Download

João Pernambuco - Sons de Carrilhões (cavaquinho, flauta e violão) - pdf - Download

João Pernambuco - 11 choros famosos - pdf - Download

João Pernambuco - Brasileirinho - pdf - Download

João Pernambuco - Dois Pinhos pra Sonhar - pdf - Download

João Pernambuco - Graúna - pdf - Download

João Pernambuco - Saudosa Viola - pdf - Download

João Pernambuco - Sonho de Magia - pdf - Download

João Pernambuco - Choro n.º 2 - pdf - Download

João Pernambuco - Gritos del Alma - pdf - Download

João Pernambuco - Reboliço - pdf - Download

João Pernambuco - Interrogando - pdf - Download

João Pernambuco - Mimoso - pdf - Download

João Pernambuco - Pó de Mico - pdf - Download

João Pernambuco - Recordando Narareth - pdf - Download

Mauro Giuliani - Método para Violão - Download

Escalas e Arpejos para Violão - Eythor Thorlaksson - Download

13 Easy Solos para Violão Flamenco - Download

Tárrega - Integral para Violão - Download

Villa-Lobos - Cirandas - Download

Veja mais partituras para baixar aqui.
Baixe partituras gospel aqui.





♪♪ = Partituras Gospel? (a)

.
7 comentários

Vou colocar aqui algumas partituras gospel que encontrei pela net.


São partituras de vários cantores evangélicos que você poderá baixar em formato Enc (para abrir no Encore) ou PDF e estão hospedadas no 4shared, um HD virtual gratuito e fácil de baixar.

Devo avisar que nem todas as partituras deste post estão bem feitas ou são de boa qualidade, mas, mesmo assim, tem bastante material e acho que pode ajudar quem está a procura de partituras evangélicas.


Amazing Grace (quarteto de trombones) - pdf: Download



Amazing Grace (piano , voz, cifras, sax e trompa) - pdf: Download

Amazing Grace (flauta e piano) - pdf: Download

Aline Barros - Bem Mais que Tudo - enc: Download

Aline Barros - Casa de Deus - enc: Download

Aline Barros - Consagração - enc: Download

Aline Barros - Digno é o Senhor - enc: Download

Aline Barros - Deus do Impossível - pdf: Download

Aline Barros - Fico Feliz- enc: Download

Aline Barros - Jesus Cristo Mudou meu Viver - enc: Download

Aline Barros - Meu Eterno Namorado - enc: Download

Aline Barros - Poder pra Salvar - enc: Download

Aline Barros - Recomeçar - enc: Download

Aline Barros - Renova-me - enc: Download

Aline Barros - Sonda-me, Usa-me - enc: Download

Aline Barros - Tudo é Teu - enc: Download

Alda Célia - O Espírito de Deus - enc: Download

Alda Célia - Sala do Trono - enc: Download

Adhemar Campos - Bem Supremo - enc: Download

André Valadão - Tempo de Milagres - enc: Download

Arautos do Rei - Fogo Divino - pdf: Download

Asaph Borba - Seja Agradecido - enc: Download

Arranjos para Orquestras de Sopros ou Bandas

Aline Barros - Sonda-me, Usa-me - enc (arranjos André Ferreira) - enc: Download

Aline Barros - Celebração - pdf: Download

Aline Barros - Deus do Impossível (arranjos Luciano da Costa) - enc: Download



Veja mais em neste post.

Fonte principal: comunidade partituras e cifras gospel - orkut
E em breve, mais arquivos para baixar.



Oportunidade de aprender música com aulas particulares na cidade de Gravataí-RS ou região metropolitana de Porto Alegre. 

R$ 200,00 mensais na residência do aluno e a partir de R$ 80,00 para aulas em grupos


Crianças apartir de 7 anos.



Vale lembrar que este site não hospeda os arquivos. Apenas indica links que já estão na net. Sou totalmente contra a PIRATARIA!


Não use software pirata. Use Software livre. Use Linux.

Quer mais partituras? neste post tem. 

♪♪ = Tradutor do Finale?

. quarta-feira, 22 de abril de 2009
1 comentários

Estou migrando lentamente de Editor de Partituras.

O tão valioso Encore, que muito me ajudou, está dando lugar ao Finale, que tem MUITO mais recursos.

A dificuldade inicial era que o Finale estava todo em inglês, disse inicial, pois "fuçando" na net encontrei um tradutor que no meu Finale 2006, funcionou perfeitamente. Não sei se ele traduz outras versões, mas, vou disponibilizar abaixo o linck onde o encontrei.

♪♪ = Download?

. segunda-feira, 6 de abril de 2009
9 comentários

Vou direcionar os downloads para este post .


Encore 5.0 (com serial) solução para vista e seven (New): Download

Encore 4.5 ( não precisa de serial ): Download   OU  Download

Tradutor do Encore (traduz as duas versões, está programado para traduzir o arquivo executável "encore32.exe", para traduzir a versão 4.5.5 basta renomear o arquivo executável para "encore32.exe". Download


Guitar Pro 5.2: Download 


Partituras para Orquestra de Sopros

124 H.C - Download

210 H.C - Download

305 H.C - Download

488 H.C - Download

93 H.C - Download

Oh Happy Day - Download

Shalom Jerusalém - Download


Partituras para Violão

5 Prelúdios do Villa-Lobos para violão (Carlevaro Guitar Masterclass) - Download

Choro do Villa-Lobos para violão - PDF - Download

Suite Popular Brasileira do Villa-Lobos para violão - PDF - Download

Bach - Complete Lute Music for Classic Guitar.pdf  - Arquivão com a obra adaptação para violão das Suites Barrocas de Bach - Download

Bach - 3 lute pieces - Prelude, Fuge and Allegro.pdf - Download

Bach - 4 duets for Guitar.pdf - Download

Bach - Adagio (air on G string) - French Suite N.III.pdf - Download

Bach - Adagio - Cantata 156.pdf- Download

Bach - From French Suite n.2 BWV 813 - Minuet 1 (for 2 guitars).pdf - Download

Bach - Jesus a Alegria Dos Homens (Cantata 147).pdf- Download

Bach - Prelude, Allemande, Bourre and Gavotte.pdf - Download

Bach - Prelude, Sarabande and Gigue.pdf - Download

Bach - Preludio n.3 (for 2 guitars).pdf - Download

Bach - Suite cello no. 1.pdf - Download

Bach - Suite cello no. 3.pdf - Download

Bach - Suite lute no. 1.pdf - Download

Bach - Suite lute no. 3.pdf - Download

Bach - Suite lute no. 4.pdf - Download

Marco Pereira - O choro de Juliana.pdf - Download

Marco Pereira - Frevo.pdf - Download

Leo Brouwer - New Studies for Guitar.pdf - Download

Leo Brouwer - 10 Estudios Simples.pdf- Download

Leo Brouwer - 10 Nuevos Estudos Sencillos.pdf - Download

Leo Brouwer - 20 Estudios Sencillos -.pdf - Download

Leo Brouwer - Etudes Simples.pdf - Download

Leo Brouwer - El Decameron Negro 1981.pdf - Download

Leo Brouwer - Fuga nr. 1.pdf - Download

Leo Brouwer, 6 Preludios epigramaticos.pdf -Download

Baden Powell Songbook - Volume 1.pdf - Download

Baden Powell Songbook - Volume 2.pdf - Download

Baden Powell Songbook - Volume 3.pdf - Download

Dilermando Reis - Dois Destinos.pdf - Download

Dilermando Reis - Partituras.pdf - Download

Dilermando Reis - Tempo de Criança.pdf - Download

Vivaldi - Andante en Mi Menor (for 2 guitars).pdf - Download

Vivaldi - L'estate (Allegro Non Molto).pdf - Download

Vivaldi - L'inverno (Largo).pdf - Download

Vivaldi - Preludio From Sonata VIII (for 2 guitars).pdf - Download

Sor - Estudo n.º 23 . Opus 29 - Segovia 16.pdf - Download

Sor - Estudo n.º 23 . Opus 29 - Segovia 16.pdf (com tablatura) - Download



Métodos


Sor-Coste - Metodo completo para violão.pdf - Download

ARBAN Complete Conservatory Method for Trumpet.pdf- Download

Veja partituras gospel neste post.
E em breve, mais arquivos para baixar.



Oportunidade de aprender música com aulas particulares na cidade de Gravataí-RS ou região metropolitana de Porto Alegre. 

R$ 200,00 mensais na residência do aluno
Crianças apartir de 7 anos.

♪♪ = Música & Alzheimer?

. sexta-feira, 13 de março de 2009
0 comentários

Música pode retardar Alzheimer
Melodias estimulam resgate da memória

Estudos feitos nos Estados Unidos indicam que pacientes com Mal de Alzheimer talvez possam retardar o desenvolvimento da condição por meio de musicoterapia.

O pesquisador Petr Janata, da Universidade da Califórnia, monitorou a atividade cerebral de um grupo de voluntários enquanto ouviam música e concluiu que a região do cérebro associada à música também está associada às memórias mais vívidas de uma pessoa. A área do cérebro parece servir de centro que liga música conhecida, memórias e emoções.

Seu estudo foi publicado na edição online da revista científica “Cerebral Cortex” e será incluído na edição impressa da revista, ainda neste ano.
Segundo Janata, a revelação pode ajudar a explicar por que música pode despertar reações fortes em pessoas com o Mal de Alzheimer.

A região ativada durante o experimento, o córtex pré-frontal (logo atrás da testa), é uma das últimas áreas do cérebro a se atrofiar à medida em que a doença progride.

“O que parece acontecer é que uma música conhecida serve de trilha sonora para um filme mental que começa a tocar em nossa cabeça”, disse o especialista.

“Ela traz de volta as lembranças de uma pessoa ou um lugar, e você pode de repente ver o rosto daquela pessoa na sua mente”.

“Agora podemos ver a associação entre essas duas coisas - música e memória”.

Trabalhos anteriores de Janata já haviam indicado que música serve como um potente estimulante no resgate da memória. De forma a aprender mais sobre o mecanismo por trás desse fenômeno, Janata reuniu 13 voluntários (estudantes da Universidade da Califórnia) para um novo estudo.

Enquanto os voluntários ouviam trechos de 30 canções diferentes em fones de ouvido, foram monitorados com um exame de ressonância magnética.

Para aumentar as chances de que os estudantes associassem ao menos algumas das canções com lembranças do passado, o pesquisador selecionou músicas que foram sucesso no período em que cada voluntário tinha entre oito e 18 anos de idade.

Depois de ouvir cada trecho, os participantes responderam perguntas sobre a canção, entre elas, se a música era conhecida, se era boa e se estava associada a algum acontecimento, incidente ou lembrança.

Logo após o exame de ressonância magnética, os voluntários completaram um questionário sobre o conteúdo e a vividez das lembranças que cada canção familiar havia despertado.
Os questionários revelaram que, em média, cada participante reconheceu entre 17 e 30 trechos.

♪♪ = Inscrições para aulas de música?

. quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009
3 comentários



No próximo sábado, 21/02/2009, a Orquestra Clarins de Sião retorna com suas atividades com seu tradicional ensaio as 14h30min.
O ano de 2008 foi bastante marcante para a orquestra que apresentou-se em vários eventos em Gravataí e arredores e em 2009 não será diferente.

E, se você deseja aprender a tocar algum instrumento para integrar a Orquestra, estão abertas as inscrições para as aulas de música. As inscrições acontecerão até o dia 31 de março de 2009, pois no dia 01 de Abril, quarta, 18h00min, as aulas começarão no endereço abaixo.
Inscreva-se via formulário abaixo ou presencialmente na Igreja Ev. Assembléia de Deus de Gravataí - matriz. Rua Antonio Afonso de Jesus, 237, Centro, Gravataí-RS.
Ou no Telefone (51) 84223394
Nome e Telefone:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:





♪♪ = Música e Deficiência Visual?

. terça-feira, 3 de fevereiro de 2009
0 comentários

Vasculhando as notícias on-line, deparei-me com uma excelente notícia e que diz respeito a um futuro colega meu do curso de música na UFRGS.

Abaixo transcrevo a reportagem do ClicRBS.


Jovem cego é aprovado no vestibular de Música da UFRGS
O pianista André Vicente da Silva passou no concurso deste ano



Quando recomeçarem as aulas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o curso de Música da instituição contará com um aluno especial. O pianista André Vicente da Silva, 20 anos, passou no concurso deste ano após superar não apenas a dificuldade das provas teórica e prática, as centenas de concorrentes e o nervosismo comum a qualquer vestibulando. Silva também sobrepujou a cegueira.

Nascido prematuro de seis meses, ficou cego ainda na incubadora do hospital, após receber uma dose de oxigênio que penetrou na corrente sanguínea e lhe danificou a parte posterior dos olhos. Poderia ser o início de uma longa e triste história, a ser contada ao som de um tango choroso. Mas o ritmo que marcou a vida do jovem André foi outro, inspirado pela alegria de Johann Sebastian Bach e pela serenidade de Tom Jobim, dois de seus compositores prediletos.

Ainda criança, jamais deixou de fazer o que o irmão três anos mais velho fazia. Para jogar futebol, enrolava um saco plástico ao redor da bola para se guiar pelo barulho. Para brincar de bolinha de gude, atirava as esferas a esmo até acertar. Com a mesma insistência, aprendeu a andar de bicicleta e a subir em árvores (e cair) como qualquer outro guri. Passar no vestibular foi apenas a última façanha.

Não que tenha sido fácil. Embora toque piano desde os 11 anos, quando se apaixonou pela música e começou a ter aulas práticas no Instituto Santa Luzia, de Porto Alegre, nos últimos três anos teve de aprender a ler partituras em braile. Como não pode percorrer o relevo do papel com uma mão e tocar as teclas do piano apenas com a outra, é obrigado a decorar as músicas que executa para liberar ambas e alcançar com precisão as 88 teclas.

— Para a prova prática, tive de decorar uma peça de uns seis minutos de duração — revela.

Sonho de se tornar professor de piano

Estudar para as disciplinas comuns do concurso, como português e história, foi outro desafio — este vencido com a ajuda carinhosa da mãe, Mara Inês da Silva, 46 anos. Nas noites de sábado, sobretudo nos três meses anteriores ao vestibular, ela se ocupava em ler para o filho a matéria que cairia no vestibular. Além disso, contou com antigos livros em braile e um computador com um programa que lê o que está escrito na tela.

— Todos ajudaram e torceram muito por ele — conta Mara, que mora com o filho e o marido, André Luiz da Silva, 51 anos, em uma casa de madeira no bairro Niterói, em Canoas.

No ano passado, Silva foi chamado como servidor concursado para trabalhar na prefeitura canoense. Seu sonho de se tornar professor de piano, manteve-se intacto. Começará a se concretizar amanhã, quando deverá fazer a matrícula na UFRGS.

Enquanto isso, além de continuar tocando gaita no grupo nativista Terra e Tradição, pratica seus dotes musicais no piano elétrico localizado em seu quarto e desenvolve composições próprias. Uma das mais destacadas é uma valsa que se chama, fazendo jus ao autor, Aventureiro.

fonte: ClicRBS.

Menu

Postagens Recentes

Quem está Online?

Vídeo

Vou sempre colocar aqui algum vídeo musical interessante que eu encontrar no youtube. Esse é o terceiro vídeo que coloco aqui, o The Voca People que estarão aqui em Porto Alegre, direto de Tel Aviv: