♪♪ = E o Ministro?

. quarta-feira, 30 de julho de 2008

Gil deixa governo para se dedicar à música e compara sua gestão com música "Refazenda"

Ao pedir demissão nesta quarta-feira, o ministro Gilberto Gil (cultura) alegou incompatibilidade em associar sua agenda política com a pessoal, familiar e artística. Sorridente, Gil disse que a música que melhor define seus cinco anos e meio no governo é "Refazenda".

Com elogios ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro lamentou apenas não ter conseguido elevar o Orçamento de 1% destinado à cultura no país. "O governo do presidente Lula tem a capacidade de fazer o país compreender a transformação", disse Gil após reunião com Lula, no Palácio do Planalto.

Para comparar seu governo com uma música, Gil citou "Refazenda". "É a música 'Refazenda'. É Refazenda, que por acaso em algum momento se refere ao Planalto Central, às pragas planaltinas. O governo do presidente Lula é uma refazenda extraordinária", disse ele. "Amanhã será tomate, anoitecerá mamão", cantarolou Gil.

Em seguida, ele disse que cederia a música para Lula. "Eu cederia Refazenda como jingle [para o presidente Lula]", afirmou ele, dando uma gargalhada.

A entrevista coletiva de Gil foi acompanhada por sua mulher, Flora, que veio com ele do Rio. Bem-humorado, o ex-ministro brincou que esta era a terceira vez que pedia demissão do cargo e Lula insistia para ele continuar. "Desta vez eu disse ao presidente: 'estava 2 a 0 para o senhor, mas agora eu é que fiz o gol", disse ele. Temporariamente no lugar de Gil ficará o atual secretário-executivo do Ministério da Cultura, Juca Ferreira. Ferreira é ligado ao Partido Verde. Na ausência de Gil, ele é que o representava nas reuniões ministeriais.

Lula e Gil conversaram por cerca de uma hora e meia, no Palácio do Planalto. A mulher do ministro, Flora Gil, acompanhou parte da reunião. O ex-ministro disse que não se sentiu pressionado a deixar o governo nem incomodou-se com as críticas de que estaria dando mais atenção à vida artística do que a política.

"Não me incomodam muito as críticas porque eu não me sinto responsabilizado, embora eu tenha que reconhecer que a balança tendia a pender mais para o lado artístico. O presidente entendeu", afirmou Gil

Fonte: folha

Menu

Postagens Recentes

Quem está Online?

Vídeo

Vou sempre colocar aqui algum vídeo musical interessante que eu encontrar no youtube. Esse é o terceiro vídeo que coloco aqui, o The Voca People que estarão aqui em Porto Alegre, direto de Tel Aviv: