♪♪ = Música nas Escolas?

. quarta-feira, 28 de maio de 2008
0 comentários

Vale aplausos o parecer do Deputado Frank Aguiar sobre a lei da educação musical nas escolas.

Trata-se do projeto de lei que teve origem em iniciativa da Senadora Roseana Sarney e visa alterar a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional para tornar obrigatório o ensino de música na educação básica (educação infantil, ensino fundamental e ensino médio).

No dia 21 de Maio de 2008 o relator, Deputado Frank Aguiar, emite seu parecer e seu voto. Veja trechos de seu parecer:

"A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional já obriga o ensino de arte na educação básica, entretanto, freqüentemente as escolas não valorizam a arte como essencial ao processo pedagógico, o que se revela na contratação de profissionais não qualificados, na diminuta carga horária, no menosprezo pelo conteúdo de arte em relação às disciplinas tradicionais. Além disso, a maior parte das escolas opta pela contratação exclusiva de professores de educação artística, reduzindo significativamente o potencial do contato pedagógico dos estudantes com a música." "Inúmeros estudos e pesquisas apontam para a relevância da música para o desenvolvimento das habilidades cognitivas, psicomotoras, emocionais, afetivas de crianças, jovens e adultos. Como atividade desenvolvida essencialmente em grupo nas escolas, a música possui um apelo irresistível à socialização. Além disso, se conduzido por professores qualificados, o ensino de música é um convite à interdisciplinariedade."... "Não obstante as barreiras a serem superadas, será extremamente interessante e rico restabelecer o ensino da música como prática pedagógica em todos os níveis da educação básica. Não há dúvida de que a educação pela música contribui para a formação integral do ser humano e para o despertar de uma cultura democrática de valorização da diversidade, da sensibilidade, da tolerância e da cidadania. Esperamos, com a implementação da presente proposta, avançar na conquista de maior qualidade para a educação brasileira e contribuir, ainda, para valorizar e difundir a riqueza e a diversidade da nossa cultural musical.

Veja o parecer completo. clique aqui
Acesse o Site da Camara e veja a íntegra da proposta. clique aqui.
Mais notícias no site da Câmara.
Leia mais em: Música nas Escolas

♪♪ = Música no Lixão?

. segunda-feira, 26 de maio de 2008
0 comentários

Crianças aprendem música em lixão no Paraguai

Crianças e jovens pobres no Paraguai estão aprendendo a tocar clássicos da música erudita como parte de uma iniciativa liderada por Luis Szaran, regente da orquestra sinfônica do país.

O projeto Sonidos de la Tierra ("Sons da Terra", em tradução livre) envolve oito mil alunos de 120 comunidades de vários pontos do Paraguai, país onde um terço da população, que é de 6,5 milhões, vive com menos de US$ 2 por dia.

Ele teve início em Cateura, o maior lixão da capital paraguaia, Assunção, local onde o maestro Szaran fundou uma escola de música.

"Vim aqui (a Cateura) uma vez e vi uma mulher segurando um bebê recém-nascido com uma mão e catando lixo com a outra. Disse a mim mesmo que isso não podia continuar", contou Szaran. "Foi assim que tudo começou."

Transformação

Com a ajuda da ONG suíça Avina, o maestro criou o projeto com o objetivo de ensinar música erudita e folclórica para as crianças e jovens pobres da cidade.

"A música mudou minha vida. Eu me sinto completamente diferente", disse o estudante Israel, de 11 anos, segurando um violino. Ele é uma entre 65 crianças que freqüentam a escola de música em Cateura.

"Antes eu me sentia deprimida o tempo todo, mas agora tenho esperança", disse Maria del Carmen, de 19 anos, sentada em frente ao professor.

Os professores do projeto também são responsáveis por assegurar que as crianças e jovens tenham um bom desempenho na escola normal.

Construindo instrumentos

Os participantes do programa não aprendem apenas a tocar música - elas também são ensinados a construir e consertar instrumentos musicais.

Com isso, podem ganhar dinheiro que as ajuda a viver e continuar estudando.

Diferentemente de outras iniciativas desse tipo, o projeto Sonidos de la Tierra não depende de doações externas. Mais de 90% de seus recursos anuais são gerados pelas próprias comunidades.

"Quando chegamos a um lugar novo, doamos os instrumentos e fornecemos um professor", disse Szaran. "Depois formamos uma associação de adultos e lhes ensinamos administração e contabilidade."

"Quando estão prontos, saem em busca de financiamento, algumas vezes construindo a escola de música das crianças com as próprias mãos."

Para mais notícias, visite o site da BBC Brasil.

♪♪ = Na Escola Dominical?

. domingo, 25 de maio de 2008
1 comentários

O tema da Escola Dominical deste último domingo (25 de maio) foi a respeito do Louvor. Ao final da aula, no mínimo, o aluno deverá saber:
1 O que é o cântico congregacional
2 Os fundamentos da música sacra
3 A música no cristianismo primitivo

A aula na Igreja Evangélica Assembléia de Deus de Gravataí foi muito proveitosa, o Pb Vanderlan, que também é saxofonista, esboçou a lição entre as resoluções de dúvidas dos alunos, pois é um assunto vasto e pouco tratado nos cultos tradicionais.
Na busca por subsídios ao assunto, entre vários resultados, resolvi colocar aqui algo encontrado sobre o assunto. fonte: blog da escola dominical


Como Deve ser o Louvor de um Verdadeiro Adorador
1. O SEU FLUIR DEVE SER CONSCIÊNTE

É o enaltecer de um Deus sublime - Is 57.15 Pois assim diz o Alto e Sublime, que vive para sempre, e cujo nome é santo: “Habito num lugar alto e santo, mas habito também com o contrito e humilde de espírito, para dar novo ânimo ao espírito do humilde e novo alento ao coração do contrito.

É o enaltecer de um Deus perfeito - Is 25.1 Senhor, tu és o meu Deus; eu te exaltarei e louvarei o teu nome, pois com grande perfeição tens feito maravilhas, coisas há muito planejadas.
É o enaltecer de um Deus honrado - Is 6.3 E proclamavam uns aos outros: “Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos,a terra inteira está cheia da sua glória”.

2. O SEU FLUIR DEVE TER PREPARAÇÃO

Se desenvolver na interpretação - I Co 14.15 Então, que farei? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento.

Se desenvolver na musicalidade - Sl 33.3 Cantem-lhe uma nova canção; toquem com habilidade ao aclamá-lo.

Se desenvolver na continuidade - Hb 13.15 Por meio de Jesus, portanto, ofereçamos continuamente a Deus um sacrifício de louvor, que é fruto de lábios que confessam o seu nome.

3. O SEU FLUIR DEVE TER INSPIRAÇÃO

É preciso ter vida consagrada - Dt 14.2 pois vocês são povo consagrado ao SENHOR, o seu Deus. Dentre todos os povos da face da terra, o SENHOR os escolheu para serem o seu tesouro pessoal.

É preciso ter vida santificada - 2 Tm 2.21 Se alguém se purificar dessas coisas, será vaso para honra, santificado, útil para o Senhor e preparado para toda boa obra.

É preciso ter vida convertida - Rm 12.2 Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.


Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel

Se você não sabe o que é Escola Bíblica Dominical, acesse:
Departamento da EBD da Ass. de Deus de Gravataí
A Escola Bíblica Dominical segundo a Wikipedia
O site da Escola Bíblica Dominical na CPAD
Escola Bíblica Dominical na Web



E garimpando informações, deparei-me com esta lamentável notícia:

Escola bíblica é atacada em Andhra Pradesh

ÍNDIA - Uma escola bíblica foi recentemente atacada por cerca de 20 ativistas radicais hindus na vila Krishnadasanapalli, distrito de Chittoor , no Estado de Andhra Pradesh.

De acordo com Conselho Global para os Cristãos Indianos (GCIC, sigla em inglês) , o ataque realizado no último de 16 de maio teria sido promovido por militantes dos grupos Rashtriya Swayam Sevaks (RSS) e do partido político Bharatiya Janatha (BJP).

Os radicais levaram oficiais da polícia com eles e registraram uma queixa na polícia contra o professor cristão. Além disso, eles agrediram verbalmente as pessoas presentes, rasgaram partes da Bíblia e de outros materiais de ensino.

A escola bíblica mantida pelo cristão era gratuita e as aulas ministradas nas férias e nos períodos de folga das crianças. Ore pela proteção do professor e para que esse ministério não seja interrompido.

fonte: gospel+

♪♪ = Frases sobre Música?

.
0 comentários

"A música é o remédio da alma triste." (Walter Haddon)

"A música é a revelação superior a toda sabedoria e filosofia." (Beethoven)

"Os músicos não se aposentam - param quando não há mais música em seu interior." (Louis Armstrong)

"Onde há música não pode haver maldade." (Miguel de Cervantes)

"A arquitetura é uma música petrificada." (Arthur Schopenhauer)

"Não sei uma nota de música. Nem preciso." (Elvis Presley)

"Depois do silêncio, aquilo que mais aproximadamente exprime o inexprimível é a música." (Aldous Huxley)

"O vaso dá uma forma ao vazio e a música ao silêncio." (Georges Braque)

"Digo que minha música vem da natureza, agora mais do que nunca. Amo as árvores, as pedras, os passarinhos. Acho medonho que a gente esteja contribuindo para destruir essas coisas." (Tom Jobim)

"É com a música que fazem as suas declarações de amor o rouxinol e o grilo, o cisne e a águia." (Paolo Mantegazza)

"Sempre levei minha música a sério." (Louis Armstrong)

"A música é o barulho que pensa." (Victor Hugo)

"Aprender música lendo teoria musical é como fazer amor por correspondência." (Luciano Pavarotti)

"Quis escrever músicas que fizessem as pessoas sentirem-se bem. Música que ajuda e cura, porque eu acredito que a música é a voz de Deus." (Brian Wilson)

"Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita. Tem o peso de uma lembrança. Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. E a lágrima que não se chorou. Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros." (Clarice Lispector)

"Entre as graças que devemos à bondade de Deus, uma das maiores é a música. A música é tal qual como a recebemos: numa alma pura, qualquer música suscita sentimentos de pureza." (Miguel de Unamuno)

"Alivia toda tua mágoa com o vinho e a música." (Horácio)

"Música é constante renovação. Cada vez que alguém toca, traz ao mundo um novo som." (Daniel Barenboim)

"A boa música nunca se engana, e vai direita, buscar ao fundo da alma o desgosto que nunca devora." (Stendhal)

"A música está em tudo. Do mundo sai um hino." (Victor Hugo)

"Eu nasci com a música dentro de mim. Ela me era tão necessária quanto a comida ou a água." (Ray Charles)

"Não sou eu. São as músicas. Eu sou só o carteiro. Eu entrego as músicas." (Bob Dylan)

"A música é uma língua e pode ser aprendida como as crianças aprendem qualquer língua: ouvindo e imitando." (Shinishi Suzuki)

"Música antes de mais nada." (Paul Verlaine)

"A música escondida não tem valor." (Aulo Gélio)

"O amor ensina música." (Erasmo de Rotterdam)

"Sem a música, a vida seria um erro." (Friedrich Nietzsche)

♪♪ = Piadas?

. sábado, 24 de maio de 2008
1 comentários

Sei que muitas são "piadas internas" algo que só músicos conseguem entender, mas é divertido demais...


O que você ganha se lançar do alto de um edifício uma gaita de fole, um acordeão, um banjo e uma tuba?
- Aplausos.


Porque funcionários públicos não sabem dançar?
- Não existe conjunto que consiga tocar tão devagar.


Um músico se perdeu na cidade e pergunta a um transeunte qual a melhor maneira de chegar ao teatro.
- Ensaiar, ensaiar, ensaiar..


Um com uma guitarra e outro com duas baquetas estão à espera de um táxi. Qual deles é músico profissional?
- O motorista de táxi.


Qual a diferença entre um violista da primeira estante e o da última estante?
- Meio tom.


Porque não se ouvem mais violas nos novos CDs?
- Porque os CDs não comportam mais ruídos.


Você sabe como foi inventado o cânone ?
- Pedindo para dois violistas tocaram a mesma música juntos.


Qual o alcance de uma viola?
- Uns 30 metros, se você tiver força.


Se seu filho não tem talento e você quer que ele seja músico, o que você faz?
- Dá 2 pauzinhos para ele e manda ser percussionista. (que maldade)


Mas e se seu filho, mesmo assim, não for um bom percussionista, o que você faz?
- Retira um pauzinho, deixando-o com um só e o manda ser maestro. (que maldade, com o filho, hehe)

Uma criança diz a sua mãe:
- Quando eu crescer, quero ser baterista.
A mãe responde:
- Decida-se; as duas coisas juntas é impossível.


Como se consegue que um baterista toque mais devagar?
- É só dar-lhe um papel pautado.


Qual a diferença entre um regente de coro e um chimpanzé?
- É provado cientificamente que os chimpanzés são capazes de se comunicar.


Qual a diferença entre a clave de dó e grego?
- Há alguns regentes que conseguem ler grego.


Uma pessoa entra em uma loja de animais procurando por um papagaio.
- Este custa 5 000 reais. - mostra o balconista - Ele sabe cantar todas asárias que Mozart compôs.
- Uau! - espanta-se o cliente - E este aqui?
- Bem, este custa 10 000 reais. Ele consegue cantar todo o Anel de Wagner seminterrupção.
- Nossa! E aquele outro menor, lá no canto, quanto custa?
- Ah... este custa 50 000 reais.
- E por que tão caro? O que ele faz?
- Nada que eu saiba, mas os outros dois o chamam de maestro...


- "O que o maestro vai reger hoje?"
- "O que ele vai reger a gente não sabe, mas nós vamos tocar a Quinta Sinfonia de Beethoven".


Como se consegue que um baterista pare de tocar?
- É só escrever alguma coisa sobre esse papel pautado.


Qual a definição de um semi-tom?
- Dois guitarristas na tentativa de tocar em uníssono.


Como fazer duas flautas soarem afinadas?
De folga a um dos flautistas.


Quantos tecladistas são necessários para se trocar uma lâmpada?
- Nenhum; o tecladista tem um programa de computador que executa isso para ele.


Um músico está no consultório:
"Doutor, me faça um check-up. Finalmente consegui um contrato para gravar um disco e tenho uma viagem programada e por isso preciso saber meu real estado de saúde".
O médico então:
"neste caso grave apenas uma faixa".


Um cantor popular entra em cena. No público uma única velha senhora. Todo profissional o cantor fala para ela:
- "minha querida, vou cantar hoje só para você!"
- "Por mim, mas se apresse por favor, que eu tenho outros aposentos ainda para limpar".


Dois sujeitos estão parados na estrada e esperam pelo ônibus. Um é músico e o outro também não tem dinheiro.


Dois músicos se encontram. Um fala: "Na semana passada eu comprei um CD seu". O outro responde: "ah, então foi você..."


Conversava entre colegas o pianista que havia dado um concerto em certa cidade.
- Que estréia horrível que eu tive! metade da platéia me vaiava com todas as forças!
- E a outra metade?
- Felizmente a outra metade estava vazia!


O senhor é acusado de ter penetrado num estabelecimento musical e ter furtado um piano.
- Como é que fez uma coisa dessas?
- Vem, senhor juiz, foi num momento de fraqueza!


O que faria você se tocasse piano como eu?
- Não desanimaria e estudaria sempre...


Regente:
- De volta ao compasso dois.
O tubista:
- Minha partitura não tem números.


Um violista vai ao psiquiatra e fala:
- "Dr. eu tenho um problema; eu falo enquanto durmo".
O psiquiatra responde:
- "isso não é problema, muitas pessoas falam durante o sono".
- "Sim, mas toda a orquestra já está rindo de mim!"

♪♪ = Estereótipo do Musicista?

.
3 comentários

O ESTEREÓTIPO DE CADA MUSICISTA

Encontrei no blog da Orquestra Filarmônica Oficina e não resisti em colocar aqui. É ler e comparar com os musicistas que você conhece.

Maestro - Sujeito magro, porte austero. Veste-se muito bem, adoraria usar roupas mais confortáveis, mas a imagem não permite. Oculos é obrigatório. Careca (ou quase). Um cara normalmente chato, aquele que só é convidado para o "choppinho de depois do concerto" por obrigação. Olha a todos de cima, mas adoraria ser popular. Suas piadas não têm graça nenhuma, mas todos riem. Em suma, é o idolo do violinista, mas, no fundono fundo, admira o trompetista. Carro preto ou prateado do ano.

Oboísta - Todo oboísta queria ser maestro, mas a timidez o impede. Sempre muito reservado, necessita ter tudo sob controle. Perfeccionista por natureza. Dedos finos e cabelo sempre bem alinhado. Fica sempre meia hora depois do ensaio, limpando o instrumento. Vai à manicure, mas é segredo! Seu momento de glória é dar o Lá para afinar a orquestra.

Violinista - Alto, sempre com um pinta de importante. Adoraria ser maestro, mas acha uma posição muito inferior ao seu talento. Considera-se o mais importante da orquestra e tudo que diz reforça essa tese. Antes do ensaio, toca sempre partes do concerto de Brahms, para impressionar os outros violinistas. Quando o maestro chama a atenção de outro naipe, o violinista sempre dá um sorriso sarcástico, quase imperceptível. Sai de cada ensaio com o orgulho de "dever cumprido" e vai para casa - um apartamento minúsculo -, onde uma foto da mãe está acima do espelho gigante na sala.

Violoncelista - É um cara legal. Um amigo para toda hora, mas muito fofoqueiro. Sabe da vida de todos da orquestra. Adora tocar solos de violino nos harmonicos só para irritar os violinistas. Loiro, o cellista é mais charmoso do que bonito. Acha-se umprivilegiado por não ter que levantar no final do concerto e é vaidoso.

Violista - É o coitado da orquestra. Introvertido, olhar triste. O maestro nunca lhe chama a atenção: afinal a parte a viola não tem importância mesmo. Começou na música com sonhos ambiciosos de ser um violinista de sucesso, mas por falta de talento ou estudo trocou para a viola e, desde então, é um frustrado. Juntamente com o pianistaacompanhador, é um suicida em potencial, mas sem coragem para o ato. Carrega sempre o estojo surrado com a viola e sempre responde com um sorriso amarelo a pergunta "você toca violino?". Um segredo: todo violista tem um bom coração, mas ninguém percebe.

Contrabaixista - Baixinho e temperamental. Escolheu o contrabaixo para "impor respeito", mas o tiro saiu pela culatra. Estuda somente nos ensaios, a não ser que tenha que tocar uma peça barroca, onde é o único a tocar o baixo. Acha-se importante por sustentar toda a orquestra, mas na verdade sabe que ninguém o ouve. Sempre com camisa branca e cabelo curto. Toca baixo elétrico secretamente.

Violonista - O melhor amigo de todo mundo. Companhia perfeita para o choppinho da tarde. Rabo de cavalo e óculos escuros são pré-requisitos. Relaxado e "eclético", mas odeia ser chamado de guitarrista. Tem vários amigos e várias namoradas. Jura que tocaum instrumento clássico, mas não hesita em aceitar fazer "cachê" em barzinho de bossa nova. Passat velho ou bicicleta.

Pianista acompanhador - Olhar cabisbaixo, terno preto e surrado. Cabelos castanhos e despenteados. Carrega sempre uma pastinha com partituras. Odeia cantores, afinal "Não sabem contar". Autoestima em baixa, é um suicida em potencial. Jura que nunca maisvai aceitar tocar "em cima da hora", mas sempre aceita uma emergência. Vive com a esperança de que alguém finalmente reconheça seu trabalho duro - o que nuncaacontece.

Pianista solista - Cabelo preto e curto. Sempre ocupado porque precisa "estudar". Nunca vai a festas, e, quando aparece, vem sozinho e sai mais cedo. Quando olhamos em seus olhos, nunca sabemos o que está se passando pela sua cabeça. Tem um papo agradável, mas é um alienado em relação a assuntos extra-musicais. Adora comparar gravações de outros pianistas. Tem sempre uma ou duas cantoras apaixonadas por ele, mas está sempre muito ocupado para relacionamentos. Admirado pelos violinistas, acha tocar música de câmara uma perda de tempo.

Organista - Cabelos completamente desalinhados, barba por fazer. Sempre correndo de um lado a outro carragando dezenas de partituras fora de ordem. Vive num mundo à parte. Óculos somente para leitura. Roupas amassadas e surradas. Um desavisado diria que é um professor de química ou um gênio incompreendido. Odeia pianistas. Solitário, mas fala pelos cotovelos, quando o assunto é dedilhado ou afinação da Renascenca."Deus é Buxtehude, Bach já foi prostituído pelos pianistas."

Harpista - Mulher, magra, e bem branca, com cabelos desalinhados. Muito tímida, nunca é vista entrando ou saindo dos ensaios, mas está sempre lá. Usa sempre vestidos compridos e meio "fora de moda", mas tem um sorriso simpático. Seu carro tem váriosadesivos com harpas por todo lado. Adora chat rooms. Ninguém conhece seu namorado, mas ele está sempre por perto para colocar a harpa no carro depois do concerto.

Trombonista - Cabelo castanho e um pouco acima do peso. Sempre com uma piada na ponta da língua, o trombonista adora churrasco e a companhia de amigos. Adora Mahler, acha Beethoven meio devagar e morre de medo do Bolero de Ravel. Tem pelo menos um cachorro em casa e sempre que pode coloca um glissando só pra "dar um toque especial".

Trompetista - Adora sair para tomar cerveja com os amigos. Chega sempre atrasado no ensaio, mas nunca ninguém percebe. Os churrascos são sempre na sua casa. Se o maestro não está presente, fica sempre tocando a nota mais aguda possível para se mostrar. Tem os lábios rachados e usa isso para paquerar. Está sempre andando pelos bastidores fazendo "prrrrrrrrrft" com seu bocal.

Soprano - Gorda e metida não são adjetivos educados para se caracterizar uma soprano. Elas são avantajadas fisicamente e temperamentais. Têm que ser o centro das atenções - no palco e fora do palco. São invejadas pelas contraltos e adoram isso. São amantes excelentes, péssimas esposas. Se vestem com roupas chamativas, adoram chapéus. Preferem champagne ao vinho e não sabem ler partitura: afinal aprendem tudo com o "ouvido maravilhosos que Deus lhe deu". Andam sempre acompanhadas de seu pianista-acompanhador preferido, que chamam de "maestro".

Tenor - Bem apessoado, jovem, bonito, charmoso e gay. Anda sempre com roupas modernas e na moda. Tem várias amigas e quer sempre "viver o momento". Tenta sempre parecer alegre e de bem com a vida, mas, se está de mau humor, faz questão de anunciar para todo mundo. Não toma sorvete, porque tem que "preservar a voz", mas fala sempre alto para ser ouvido do outro lado do bar. Malha regularmente, vai ao cabeleireiro eflerta com quem passar na frente.

Contralto - Morena e muito alta. Não é muito bonita, mas se veste bem. Não gosta de sopranos, mas sua "melhor amiga" é uma. Gosta muito de flores e usa um perfume forte, mas agradável. Meio desajeitada quando anda. Odeia saladas, mas está sempre cuidando do peso.

Baixo - Alto, cabelo preto e parrudo. Ninguém sabe o que está se passando na cabeça de um baixo - se é que alguma coisa existe atrás daquele olhar perdido. Meio devagar, para falar a verdade. Quer sempre ajudar o próximo, mesmo que isso atrapalhe sua vida pessoal. Suas meias nunca combinam, mas adora fazer papel de "vilão bem vestido" nas óperas. Come de boca aberta.

Fagotista - Magro, cabelo encaracolado. É o típico sujeito normal. Curioso por natureza. Sempre simpático e atencioso. Também é muito misterioso: nunca ninguém foi à casa de um fagotista. Somente os outros sopros sabe o nome dele. Dedos longos emãos finas. Lembra Sherlock Holmes no jeito de andar.

Tubista - Sujeito acima do peso, loiro e com cabelo encaracolado. Pele oleosa e bochechas vermelhas, sua feito um porco quando toca. Ri de tudo, mas raramente entende uma piada. Gosta de comer bastante e não tem namorada.

Flautista - É o violinista das madeiras, mas não tão metido. É perfeccionista, mas sabe que o mundo não é perfeito. Adora Debussy e fica horas ouvindo suas proprias gravações. Enxerido, dá palpite até no dedilhado do trompista. Vive num mundo à partee cuida da flauta como se fosse sua filha. É o único que não acha o som do piccolo irritante.

Clarinetista - É um cara engracado. Veste-se bem, mas não é vaidoso. Pode ser loiro ou moreno. Toca com as sobrancelhas e é mais esperto do que inteligente. Adora ficar chupando a palheta enquanto não toca, mas, se desafina, joga a palheta fora. Não agüenta mais tocar o início da Rapsody in Blue para os outros músicos atrás do palco.

Percussionista - Magro com bracos longos, o percurssionista se gaba de tocar "mais de 20 instrumentos diferentes" e "tirar música de qualquer lugar", mas, por alguma razão incompreensível, sempre entra na hora errada - "culpa da orquestra que está arrastando o tempo" ele diz. Toca bateria numa banda de garagem escondido e acha o Bolero de Ravel um saco, mas sempre fica nervoso antes de apresentá-lo. Nos ensaios é sempre o primeiro a ir para casa e nos concertos sempre o último e ainda fica resmungando porter que "desmontar" o "equipamento". Um cara legal que acha qualquer sinfonia clássica "cachê fácil" e jura que existe uma técnica especial de se tocar triângulo.

Trompista - Um cara discreto. Não fala muito. Tem trauma de falhar notas, por isso está sempre desmontando o instrumento para tirar a "água" durante o concerto. A parte do palco em volta da sua cadeira está sempre molhada. É sempre o último a afinar oinstrumento antes do maestro entrar e, de vez em quando, ainda toca um "Fazinho" durante os aplausos só para conferir. Está sempre olhando para o fagotista para saber a hora certa de entrar: afinal não consegue contar mais de 20 compassos em branco. Nunca reclama quando lhe chamam a atenção, mas é quase certo que faz gestos obcenos com a mão que está escondida no instrumento. Tem pesadelos antes de apresentações como concerto para piano de Tchaikowsky.


por Bernardo Scarambone.

♪♪ = Felino e Música?

. sexta-feira, 23 de maio de 2008
1 comentários

Gato Amante de Música interrompe concerto em Israel.

Em Tel Aviv um gato adentra teatro durante um concerto fazendo o público e os músicos irromper em risadas e aplausos.
O teatro estava lotado com quase 3.000 pessoas para ouvir a Orquestra Filarmônica de Israel, regida pelo maestro Zubin Mehta.
Ele brincou que o gato havia conseguido entrar pela "entrada dos mendigos" (portão das antigas cidades muradas onde normalmente os pedintes ficavam), e culpou as condições do teatro.
Notícia enviada pelo amigo Tales Eduardo.

♪♪ = Classificação dos Instrumentos?

. quinta-feira, 22 de maio de 2008
6 comentários

Outro dia alguém classificou os instrumentos de maneira no mínimo duvidosa em um site e, a pedidos, coloco aqui a classificação dos instrumentos.

Não existe apenas uma maneira de classificar os instrumentos musicais, algumas os classificam pelo caráter histórico, outros pela finalidade, ou pela extensão.

No século XIX, com a necessidade de catalogar e expor instrumentos musicais em uma coleção do museu de instrumentos musicais de Bruxelas, o organologista Victor Mahillon criou um sistema que dividia os instrumentos, de acordo com a forma de produção sonora, em autofones, membranofones, cordofones e aerofones. Seu sistema foi ampliado por Curt Sachs e Erich von Hornbostel, dando origem ao chamado sistema Hornbostel-Sachs de classificação. Além de mudar o nome da classe autofones para idiofones, eles alteraram a forma de subdivisão de suas classes e introduziram um código decimal semelhante ao código que Melvil Dewey criou para a classificação de livros em bibliotecas.

Frequentemente utiliza-se como critério principal em várias classificações, a forma como o som é produzido. Este é o critério utilizado por Hornbostel-Sachs, Mahillon e vários outros sistemas mais recentes.

Instrumentos de cordas
Nos cordofones o som é provocado pela vibração de parte do instrumento: as cordas, quando friccionadas, pinçadas ou percutidas

Exemplos:
Alaúde - Baixo - Baixo elétrico - Balalaica - Bandolim - Banjo - Berimbau - Cavaquinho -
Charango - Cembalo - Cítara - Clavicórdio - Contrabaixo - Cravo - Craviola - Dulcimer - Espineta- Guitarra - Guitarra acústica (ou violão) - Guitarra eléctrica - Guitarra inglesa - Guitarra portuguesa - Harpa - Kantele (Derivado da Cítara) - Koto - Lira -
Piano - Rebab - Saltério - Sanfona - Sangen - Siamise - Sitar - Ukulele - Viola - Viola caipira -Viola da gamba - Viola-de-cocho - Violino - Violoncelo - Rabeca - Piano de madeira.

Instrumentos de percussão
A família tradicionalmente chamada de instrumentos de percussão pode ser dividida, pelo critério da produção sonora, em idiofones percutidos e membranofones percutidos.

Nos idiofones percutidos, é a vibração de todo o instrumento musical que produz o som.
Exemplos:
Agogô - Afoxé - Bateria (pratos) - Bloco sonoro - Caneca - Carrilhão - Castanhola - Caxixi -
Chimbal - Chocalho - Ganzá - Marimba - Pandeireta (soalhas) - Pandeiro (soalhas) - Pandeirola -Pratos - Reco-reco - Sino - Sinos tubulares - Triângulo - Xequerê

Nos membranofones percutidos o som é produzido por uma membrana esticada, tal como uma pele, tecido ou membrana de material sintético.
Exemplos:
Atabaque - Batá - Bateria (tambores) - Caixa - Cuíca - Djembê - Pandeireta (pele) -
Pandeiro (pele) - Repinique - Surdo - Tambor - Tamborim - Tom-tom - Zabumba

Instrumentos de sopro
Nos aerofones é a circulação do ar que provoca a oscilação de componentes do instrumento musical, produzindo sons.

Exemplos:
Bombardino - Clarineta (ou clarinete) - Clarone - Corne-inglês - Escaleta - Fagote -
Flauta transversal (Flauta) - Flauta doce - Flauta baixa - Flautim - Flugelhorn - Gaita -
Gaita-de-fole - Órgão - Oboé - Ocarina - Pífaro - Saxofone (alto, baixo, tenor) - Trompa -
Trompete (de pisto, de chave) - Trombone (Trombone de vara, alto, baixo) - Tuba (ou Bombardon) .

Ainda dentro dos instrumentos de sopros podemos classificar em

Metais: Instrumentos em que o som se dá com a vibração dos lábios diretamente no metal do instrumento. Ex.: Trompete, trombone...

Metais de embocadura livre: Instrumentos em que o som se dá com a vibração dos lábios sem o contato direto no metal do instrumento. Ex.: Flauta, flautim...

Madeiras: Instrumentos em que o som se dá com a vibração dos lábios com o contato com a palheta (madeira) na boquilha do instrumento. Ex.: Clarineta, Sax, Oboé...


Instrumentos de teclas
Os instrumentos de teclas podem classificados como pertencendo a uma das diversas categorias anteriores, pelo modo como o som é produzido. Mas, pelo modo de tocar, há quem considere os instrumentos de teclas como uma categoria diferente.

Exemplos:
Acordeão - Celesta - Clavicórdio - Cravo - Ondas Martenot - Órgão - Piano
Instrumentos musicais elétricos
Categoria introduzida no século XX, para permitir a classificação de instrumentos em que intervém a energia eléctrica.

Órgão Eletrônico - Piano Digital - Sampler - Sintetizador - Teremim (foto) - Teclado eletrônico
Fonte: Kartomi, Margaret J., On Concepts and Classifications of Musical Instruments -University of Chicago Press (1990)

♪♪ = No Site da Funarte

. quarta-feira, 21 de maio de 2008
0 comentários

Funarte difunde música de coral brasileira pela internet

Agência Brasil

BRASÍLIA - A Fundação Nacional de Artes (Funarte) abriu um canal de acesso em sua página na internet para a difusão da música de coral do Brasil, com os mais importantes autores do século 20, entre músicos, poetas e arranjadores.

Na página tem as letras em português e em inglês, as partituras e a expressão sonora das obras em MP3, inclusive com a linguagem fonética universalizada, para que a pronúncia seja entendida em qualquer parte do mundo na sua forma original.

De acordo com a Funarte, em geral, na música erudita, a execução é sempre feita no idioma de origem, daí a iniciativa de oferecer um arquivo completo.

O coordenador de Música Erudita da fundação, Flávio Silva, informou que vão ser também disponibilizadas obras para bandas, mas em outra etapa.

Dezenas de compositores consagrados como Almeida Prado, Gilberto Mendes, Ronaldo Miranda e Ricardo Tacuchian estão com seus trabalhos expostos na página.

Segundo Flávio Silva, o oferecimento, de forma gratuita, por via digital, do acervo brasileiro de músicas para corais, vai permitir a difusão dos autores brasileiros, uma vez que a música para coral desperta interesse em todo o mundo.

O trabalho realizado pela Funarte foi idealizado com o apoio da Petrobras, sendo "a mais importante realização no gênero desde o esforço desenvolvido por Villa-Lobos (Heitor, maestro e compositor) na década de 30 e 40 para divulgar a música erudita brasileira", de acordo com o coordenador.

No momento, estão disponíveis no site http://www.funarte.gov.br/ 77 partituras que abrangem desde arranjos sobre motivos folclóricos a obras originais de compositores brasileiros de diversas tendências.

Esse trabalho, segundo Flávio Silva, está intimamente associado a uma série de cursos de curta duração que estão começando em todo o Brasil, visando o preparo de regentes de corais e de coralistas.

A difusão de autores brasileiros pela rede de computadores, segundo prevê Flávio Silva, permitirá que sejam requisitados no mercado mundial da música.
De acordo com Silva, a Funarte se preocupou em não incluir no acervo obras dotadas de dificuldades técnicas para a execução.

- Com o passar do tempo, poderemos incluir obras mais sofisticadas. A experiência, no momento, é um balão de ensaio para a disponibilização futura de um acervo mais abrangente.

No campo das bandas, Silva informou que a fundação vai começar incluindo uma série com 20 partituras. São obras que ainda estão em outros idiomas e vai ser preparado o texto explicativo, rítmico e com detalhes sobre interpretação.

♪♪ = Música Clássica na TV?

. segunda-feira, 19 de maio de 2008
1 comentários

Grupo britânico cria canal de TV 100% clássico na Internet
Música clássica a qualquer hora e em qualquer lugar é a idéia por trás do canal de TV na Internet "Classics24 TV".
Totalmente dedicado aos clássicos, o canal foi criado pelo grupo britânico ITV.
Concertos, óperas e balés – gravados e ao vivo – estão na programação.
Fazem parte do acervo do canal tanto apresentações de mitos da música clássica, como o violoncelista russo Mstislav Rostropovich e o pianista polonês Artur Rubinstein, quanto de estrelas da atualidade como os cantores Rollando Villazón e Anna Netrebko.
Para ter acesso à programação do "Classics24 TV" basta fazer uma assinatura mensal no valor de £ 3.99 (aproximadamente R$ 15).
O canal anuncia que, em breve, disponibilizará vídeos de compositores interpretando suas próprias obras, entre eles os russos Shostakovich e Katchaturian. O "Classics24 TV" pode ser acessado no endereço http://www.classics24.tv/

♪♪ = Iband: Música e Tecnologia?

. domingo, 18 de maio de 2008
1 comentários

Três músicos da Áustria criaram uma banda sem adotar qualquer instrumento tradicional: no lugar deles, os jovens da iBand usam dois iPhones e um iPod touch, da Apple. Todos os aparelhos têm programas específicos que permitem essa “transformação”: um aplicativo de bateria faz com que o toque em um determinado ícone na tela do iPhone simule o som de um prato, por exemplo.

Marina, a vocalista, usa a superfície sensível ao toque do iPod touch para simular um piano e uma guitarra. No iPhone, Seb toca bateria, enquanto Roger usa este telefone multimídia para criar os sons de um baixo, uma guitarra e um xilofone.

Veja o site da banda.

Veja o vídeo:


♪♪ = Robo Maestro? (2)

. sábado, 17 de maio de 2008
1 comentários

Como prometido no mês passado, a Honda colocou o seu robô ASIMO para fazer mais do que apertar mãos, conversar e subir escadas. E o que o “Advanced Step in Innovative Mobility” fez ontem foi nada menos do que reger uma orquestra ao vivo
ASIMO foi o maestro da Detroit Symphony Orchestra, que executou “The Impossible Dream” do musical “Man of La Mancha”. Canção, aliás, que parece ter se tornado uma espécie de hino para a montadora. Essa Música foi tema de um comercial no final de 2005.

O robô da Honda foi programado para imitar exatamente os movimentos que Charles Burke, diretor da Detroit Symphony Orchestra, realizou em uma apresentação ocorrida há seis meses atrás. Por isso mesmo ASIMO tem suas limitações: ele não é capaz de responder aos músicos.

De qualquer maneira, a apresentação do ASIMO não foi apenas para demonstrar a capacidade do robô, mas também para marcar o apoio da Honda à Detroit Symphony Orchestra, que doou US$ 1 milhão para que seja criado o The Power of Dreams Music Education Fund. O projeto social envolve escolas públicas da cidade, prometendo oferecer educação musical a estudantes interessados em aprender a tocar instrumentos, ler música, e participar de bandas ou orquestras.
Para a Honda, o retorno é imediato. O ASIMO já é, desde que foi criado, um “produto” que chama atenção da mídia. Quando envolvido em uma situação inusitada, que traz ainda uma proposta social, o resultado é explosivo. Deste a data, a Honda e seu robô tem sido mais uma vez destaque em jornais, TV, blogs, etc. Mídia espontânea que reforça a marca como inovadora, tecnológica e socialmente responsável.

Veja mais neste post.
Veja o vídeo abaixo com ASIMO conduzindo a Detroit Symphony Orchestra:

♪♪ = Sem Microfone?

. domingo, 11 de maio de 2008
0 comentários

Estava lendo um livro chamado "Vocabulário da Música Pop" de Roy Shuker com tradução de Carlos Szlak e fui buscar alguns vídeos no youtube dos exemplos musicais que ele contém.

Achei interessante e resolvi postar informações sobre a música "a capela", que, segundo o livro, é o seguinte:

"A capela: Grupo ou coro que canta sem acompanhamento instrumental. Exemplos de formas antigas de canto a capela são as canções religiosas, o blues dos trabalhadores rurais negros e a folk music. É considerada por alguns pesquisadores mais “pura” e autêntica, pois não sofre a mediação da tecnologia, uma visão segundo a qual a voz humana é o instrumento por excelência. Caracterizam formas contemporâneas de a capela algumas canções populares e alguns gêneros (como o doo-wop) que incorporam divisões estritas de harmonia vocal, sem acompanhamento instrumental. O Sweet Honey on the Rock é um grupo afro-americano em atividade desde meados dos anos de 1970, é constituído só por mulheres. Influenciado fortemente pelo gospel, o trabalho deste grupo é uma crítica à política e à sociedade contemporâneas."

Há alguns anos atrás, tive a grande oportunidade de assistir ao vivo o grupo Acappella em Porto Alegre, época em que eu cantava num quarteto deste gênero. Assim é a música do grupo Acappella:

Bem legal é o UC Men's Octet que além de bons cantores, são divertidíssimos. Este vídeo medley de músicas do Timberlake é muito engraçado. Assistam:


Veja o vídeo com o som de Sweet Honey on the Rock.

♪♪ = Música e Pesquisa?

. sábado, 3 de maio de 2008
7 comentários

Faz parte da gincana de naipes da Orquestra que sou regente, uma pesquisa relacionada à "Série Harmônica".

Coloquei o termo "Série Harmônica" no google e o primeiro site da lista foi o da "Wikipedia". Que diz: "Em Física, série harmônica é o conjunto de ondas composto da freqüência fundamental e de todos os múltiplos inteiros desta freqüência." A verdade é que este site dá uma ótima visão com um entendimento básico sobre esse importante conjunto de sons. Mostra a história, aplicação da série e você ainda pode escutar os sons da série harmônica com a nota fundamental la 440hz.

Como se não bastasse, começei a clicar nos menus do google (que sempre vejo por lá, mas nunca utilizei para pesquisa). Lá no topo na página, sabe? Onde diz: Web - Imagens - Notícias - Grupos - Livros... Como eu nunca tinha colocado atenção nisso, pressumo que outros também os ignoram.

Em imagens: aparecem imagens sobre o assunto da pesquisa. dãaa. Só não imaginei mais de 177 mil imagens relacionadas à "Série Harmônica". São fotos de instrumentos construídos baseados na série, modelos de timbres de instrumentos, imagens de ondas de vários harmônicos e a série com qualquer nota fundamental.

Em Notícias: Nenhuma notícia sobre série harmônica. Aliás, uma, pouco pertinente.

Em Grupos: Nove grupos de discusão sobre a série. Um deles é muito hilário (nada a ver com o sentido musical): Chuck Norris somou a série harmônica até o resultado dar infinito. Chuck Norris uma vez apostou uma queda de braço com o Superman. Ficou acordado que quem perdesse usaria a cueca para fora. rsrssssrsrssrs...

Em Livros: Esse é fascinante. Apenas um resultado. Mas me surpreendi e crie este post. Eu posso ler o livro ele está digitalizado e disponível na web. (tá se você já sabe disso, parabéns, eu ainda não sabia). Dá pra utilizar a ferramenta de "pesquisar neste livro" e encontrar a página com o assunto em questão. Muito Bom!!!. Li sobre Schoenberg e a incorporação como consonância na música dos sons da Série Harmônica (nenhuma novidade para quem assistiu as aulas do prof. Celso).
Então procurei outras palavras chave. E outras, e outras... e me dei conta de que há muitos livros para se visualizar e sobre os mais variados assuntos.
A facilidade é grande, mas não é excludente ao prazer de empunhar em mãos um bom livro.

♪♪ = Cantar para buscar músicas?

. quinta-feira, 1 de maio de 2008
6 comentários

Recebi de um amigo o linck para um site de pesquisa de músicas. Tá, mas, site com pesquisa de músicas não é novidade. Mas esse é sim!

Trata-se de um site em que você pode cantar no seu microfone conectado ao PC que ele busca a música que você cantou. É simples.
Cuide para não se viciar no karaoke, pois ele funciona mesmo. Cante até 10 segundos da música e ele te dá uma lista de resultados, então pode-se escutar a música original. Muito bom!!! A interface é simples e o idioma é o português.

O site é o Midomi.
Dirvita-se.

♪♪ = Encore X HP?

.
14 comentários

Estou recebendo pedidos de ajuda de vários usuários do orkut, em comunidades do Encore, sobre erro na instalação do Encore. A primeira pergunta que faço é: Você tem uma impressora HP instalada em seu computador? A resposta é sempre "sim".

Pois, para usuários mais antigos do programa Encore, isso não é novidade, mas a verdade é que há uma incompatibilidade entre o programa e a impressora multifuncional HP.Um colega já contatou o suporte técnico da Hawllet & Packard e a resposta eu reproduzo aqui: "Fui informado pela atendente C, do Suporte Técnico, em 13.03.2008, que a HP não se interessa por esse problema e que eu procurasse a GVOX que é a desenvolvedora do programa Encore para que eles resolvessem meu problema".

Se você possui uma HP, não se apavore, para resolver o problema basta não ter a HP como impressora padrão. Então pode instalar outra impressora (instalar apenas os drivers de uma nova impressora, não a impressora física).

Para resolver o problema faça o seguinte:

No menu "Iniciar" clique em "Painel de Controle", entre em "Impressoras e aparelhos de fax". Vá em no menu "arquivo" e selecione "adicionar nova impressora". No assistente para adicionar impressora, vá clicando em "avançar" até a tela para escolher o fabricante e a impressora aparecer. Selecione qualquer fabricante (menos a HP, lógico), e qualquer impressora. Clique em "avançar". Na próxima responda "sim" para a pergunta: "Deseja que esta seja a impressora padrão?.

Agora sim, você pode instalar o Encore sem problemas.


Para imprimir qualquer arquivo você terá que digitar "Ctrl P" e na tela que abrir, onde diz "selecionar impressora", você terá que selecionar a sua impressora HP que está instalada.

Se você não tem o Encore para instalar, clique aqui.

Se você não sabe o que é o Encore, clique aqui.

Menu

Postagens Recentes

Quem está Online?

Vídeo

Vou sempre colocar aqui algum vídeo musical interessante que eu encontrar no youtube. Esse é o terceiro vídeo que coloco aqui, o The Voca People que estarão aqui em Porto Alegre, direto de Tel Aviv: