♪♪ = E a música em Glorinha?

. sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008
0 comentários

Atualmente, aposta-se cada vez mais no ensino precoce da música, pois está comprovado que as crianças que contatam-se com os sons desde tenra idade, mostram maiores capacidades musicais e um maior desenvolvimento psico-motor.

Antes de se conhecer a criança e saber se vai ser boa a música ou não, tem de se pensar num princípio pedagógico básico que é aceitar que todas as crianças têm potencial para aprender música. Na prática pode ser um pouco diferente porque aprender música depende essencialmente da capacidade de aquisição e do desenvolvimento das competências de cada criança. Assim, o professor deve ter sempre uma carta na manga: recorrer à sua faceta de ator, para evitar a desmotivação dos alunos de forma a cativar a sua atenção, tornando as aulas mais lúdicas.Na foto, vindos do município de Glorinha, minha esposa e eu com um grupo de alunos de violão e flauta e a coreografia do Projeto de Dança no palco da Fenac 2007. Na próxima semana, que se inicia em 03 de Março de 2008, as atividades musicais na Secretaria de Educação no município de Glorinha receberão seu "start". As inscrições estão sendo feitas e começarão as aulas de Flauta Doce, para alunos a partir de 7 anos; aulas de violão, para alunos a partir de 9 anos; também as aulas para alunos que comporão a Banda Escolar Municipal. Ainda, os alunos que já estavam nas aulas no ano anterior no módulo iniciante, continuarão seu aprendizado com o módulo avançado. Também a Banda Escolar terá o retorno de seus ensaios, preparando-se para as apresentações que virão em 2008.

♪♪ = E os ensaios do coral?

. segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008
1 comentários

As atividades da temporada 2008 do Coral Jovem da Matriz (Igreja Ev. Ass. de Deus de Gravataí-RS) já começaram. Partituras novas serão ensaiadas, preparativos da viajem para SP serão organizados...

Você ainda não sabe que o coral já está ensaiando? trate de se atualizar.
Você não conhece o coral? visite-nos: rua Antonio Afonso de Jesus n.º 237, Centro de Gravataí-RS
Você não tem a mínima idéia de onde fica Gravataí? No mínimo veja o vídeo:

♪♪ = Carro Musical?

.
1 comentários

Novo Focus vira instrumentos musicais

Abaixo veja a reportagem que Marina Franco fez para a revista Auto-News: Não deixe de assistir o vídeo da propaganda.

"Para lançar o novo Focus no começo de fevereiro na Europa, a Ford criou uma propaganda de trilha sonora inusitada. Mas não é a música que chama a atenção: o som é feito por uma orquestra sinfônica de instrumentos feitos a partir das peças do novo carro. Segundo o compositor Bill Milbrodt, um dos idealizadores do comercial, o modelo original veio direto da linha de produção, teve suas portas arrancadas e as várias partes foram cortadas para dar origem aos 31 instrumentos. A guitarra, por exemplo aproveita a embreagem, a harpa vem da porta, o volino da suspensão, o contra-baixo do pára-lama, o tambor é o capô, entre outros."


♪♪ = Oscar 2008 - trilha sonora

.
1 comentários

O Oscar de melhor trilha sonora saiu para "Desejo e Reparação" (Dario Marianelli).


Minha preferência era "Conduta de Risco" (James Newton Howard), na verdade não escutei nenhuma das trilhas, mas simpatizo mais com o trabalho de Howard que compôs para Sexto Sentido, A Vila, Sinais, (acho q é o preferido de M. Night Shyamalan), na verdade ele já fez a trilha de mais de 80 longas-metragens e recebeu 5 indicações ao prêmio da Academia. Sabe a música de Tudo por Amor (Dying Young) q o Kenny G toca? é do J.N. Howard.

Outra preferência era "Ratatouille" (Michael Giacchino). Conheci o trabalho de Giancchino nas fantásticas séries de J. J. Abrams Lost e Alias. Giancchino também fez a trilha de missão impossível 3 entre outros.

Mas, Dario Marianelli, fez por merecer mais uma vez, pois ele já tinha levado a estatueta por "Orgulho e preconceito" em 2006 e também já tinha levado o último Globo de Ouro também por "Desejo e Reparação". Entre mais de 10 longas que Marianelli assinou, conheço-o apenas a trilha de "Irmãos Grimm" (muito boa).

Agora a expectativa é grande para escutar a trilha que venceu os meus preferidos.

Veja mais cobre trilha sonora aqui no blog em: trilha de missão impossível
e

♪♪ = Música no Cérebro

. domingo, 24 de fevereiro de 2008
2 comentários

No "Mais Você" com Ana M. Braga na rede Globo, assisti no dia 19/02/08 um programa voltado à música. Enquanto me atrasava para sair, não conseguia deixar de atentar os ouvidos aos assuntos tratados por profissionais da área. Abaixo a reprodução do texto que está no site do Programa.

Quem é que não tem uma música que marcou um momento da vida? É só deixar a memória solta e as canções invadem nossa alma, trazendo de volta as emoções. Foi na Grécia Antiga que se descobriu a influência da música no corpo humano. Aristóteles defendia o verdadeiro valor médico da música e Platão a receitava para a cura de problemas emocionais. Ele afirmava que a música é o remédio da alma.

Mas qual é a parte do cérebro que é ativada quando a gente escuta uma música e fica emocionado? Dr. Ricardo de Oliveira, neurologista, explicou pra gente que esse é um dos estudos mais fascinantes, definir exatamente quais são as áreas do cérebro que lidam com a música de qualquer natureza.

E qual é a parte do cérebro que é acionada quando a gente ouve uma música que gosta? Dr. Ricardo explica que existe uma região no cérebro que está relacionada à experiência de prazer. Toda vez que ouvimos uma música agradável, nós acionamos esse circuito do prazer da mesma maneira que ele é ativado quando a gente come um chocolate ou ganha um presente. Uma música da qual não se gosta, que irrita, ativa um sistema de punição do cérebro, que é exatamente o mesmo que é acionado quando perdemos alguma coisa ou somos punidos.

A filosofia de Platão segue até os tempos atuais. Hoje o ser humano até consegue viver sem a música, mas é nítido que ela dá um colorido ao nosso dia-a-dia.
Pacientes com afazia, com distúrbios de linguagem, com lesão cerebral, em coma, que aparentemente não estão ali, a música exerce sobre eles um efeito benéfico, inclusive auxiliando na recuperação. Nas pessoas sadias, a música ambiente devia ser cuidada, porque ela mexe com o estado de ânimo.

Assista o vídeo da reportagem do programa no site Mais Você.

♪♪ = Música nas Escolas

. quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008
0 comentários

Venho acompanhando um projeto de Lei que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação, para dispor sobre a obrigatoriedade do ensino da música na educação básica.
A proposta, da senadora Roseana Sarney (PMDB-MA), pretende incluir a música como conteúdo do ensino de Artes.

Conforme a proposta, o ensino de música deverá ser ministrado por professores com formação específica na área. As escolas, conforme o projeto, terão três anos letivos para se adaptarem às mudanças. A relatora, senadora Marisa Serrano (PSDB-MS), ressaltou que a proposta aprovada não determina que a disciplina seja ministrada de maneira independente, mas que seja trabalhada de forma integrada às demais matérias da área de Artes.

As escolas que incluíram a música em seus currículos, segundo já argumentou o senador Valter Pereira (PMDB-MS), registram menos problemas comportamentais dos estudantes. Ele informou que muitas escolas do interior de Mato Grosso do Sul já trabalham com música, mesmo sem haver ainda determinação legal para isso.
A tramitação do processo encontra-se no site do Senado Federal e, se o assunto te interessar, você pode se cadastrar no site para acompanhar as matérias por seu email.

♪♪ = Música e Saúde 2

. quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008
0 comentários

Mais uma da série Música e Saúde

Pesquisa revela que música ajuda na recuperação após ataque cerebral

PARIS (AFP) — Ouvir música diariamente contribui para uma melhor recuperação após um ataque cerebral, revela um estudo finlandês publicado pela revista especializada Brain.
Segundo pesquisadores finlandeses, as vítimas de acidentes vasculares cerebrais (AVC) que ouvem música de uma a duas horas por dia têm uma melhor recuperação de sua memória verbal e de sua capacidade de atenção.

A música também melhora o humor e deixa os pacientes mais otimistas, menos deprimidos.
Os benefícios da música em casos de ansiedade, depressão e dor são bem documentados, e há estudos que sugerem efeitos positivos em relação à esquizofrenia, à demência e ao autismo, mas esta é a "primeira vez" que se mostra isto em relação a um ataque cerebral, destaca Teppo Sarkamo, do Centro de Pesquisas sobre o Cérebro de Helsinki.

A música deve contribuir para estimular os pacientes durante o período crucial em que o cérebro, devido à sua "plasticidade", tenta adaptar-se aos danos provocados pelo ataque cerebral.
É útil, "barato e fácil de fazer", e complementa outras terapias, especialmente em pacientes internados durante semanas, até meses, em quartos de hospitais.

Apesar de "promissor", o estudo precisa ser corroborado por outras pesquisas, para se compreender melhor os mecanismos neurológicos que permitem este efeito "direto" da música sobre os pacientes, assinalam os cientistas.
Leia mais sobre o assunto no site Globo on-line

♪♪ = Música e Saúde?

. domingo, 17 de fevereiro de 2008
0 comentários

Ouvir música influi na nossa saúde.

Como um quase estudante de musicoterapia não pude deixar de me interesssar* pelo título acima. *(Consegui bolsa para Musicoterapia mas não me inscrevi porque tb passei na Universidade Federal para Música).
Foi na folha on-line que encontrei o relato da blogueira Soninha (aquela, ex-vj da MTV).
Abaixo o texto da Folha.

"A música que cada um aprecia tem o poder de influenciar na saúde, é o que acredita Soninha. Sonia Francine Gaspar Marmo é colunista da Folha e responsável por um blog da Folha Online.
Soninha conta que na última sexta-feira (15) acordou com dores no corpo e estava se sentindo mal, prestes a desmarcar os seus compromissos. Depois de relutar e aceitar a dor, tomou uma atitude que, segundo ela, contribuiu para a sua melhora. "Além de tomar um analgésico, eu tive a brilhante idéia de ligar o rádio".
A colunista diz que, depois de ouvir algumas canções chegou a conclusão de que "é incrível como a música que a gente gosta tem o poder de influir na nossa saúde".
Independentemente das comprovações científicas sobre o poder terápico da música, Soninha afirma que sabe da importância dela para sua qualidade de vida."
Para saber mais sobre o assunto entre no lick da Escola Estação Musical, e clique no linck Vida & Saúde. O linck tem a reportagem do programa Vida & Saúde da RBS TV (afiliada da Globo no RS) sobre a Musicalização de Bebes e outros efeitos da música no dia-a-dia.

♪♪ = Nova Partitura: Tema de Missão Impossível

. sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008
3 comentários

Sábado, dia 15 de Março de 2008 a orquestra Clarins de Sião estará se apresentando na Formatura de alunos do curso de graduação em Administração de Empresas da ULBRA no teatro do SESI em Porto Alegre. Além do Hino Nacional, do Hino Riograndense, do Hino da Ulbra e de Happy Day, estaremos fazendo a entrada dos formandos com a música tema de Missão Impossível.
Abaixo disponibilizo o meu arranjo da música para a Orquestra em formado Enc.
Missão Impossível
Para abrir as partituras é necessário o programa Encore instalado em seu computador, se ainda não tem o Encore clique aqui: Encore
Dúvidas sobre o Encore pergunte-me ou acesse algumas dicas aqui do blog: como instalar o Encore
Se vc optar por não instalar o Encore, abra-as em PDF.
Atendendo a pedidos de não músicos q querem escutar o tema, mas não possuem conhecimento de partitura, gravei direto do Encore. Clique para baixar em wma.
Assista a trilha de MI com a Klein Forest High School's .
Ou então babe, e muito, com Swingle Singers.

♪♪ = CDs com os dias contados?

. quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008
4 comentários

LONDRES – Enquanto os consumidores perdem interesse em CDs e se recusam a pagar por alternativas digitais, a indústria da música está à procura de novos aliados, incluindo provedores de Internet, legisladores e até mesmo air guitarists (tangedores de guitarra imaginária) Chineses.

Na última semana, a Federação Internacional da Indústria Fonográfica informou que as vendas mundiais de música digital subiram para $2,9 bilhões no ano passado, de $2,1 bilhões no ano anterior. Aproximadamente, 15% das vendas totais em comparação a 11% no ano anterior e menos que 1% em 2003.

Mas as vendas digitais ainda precisam compensar a queda das vendas de CDs, sendo que as vendas totais de músicas gravadas caíram 10% no ano passado para $17,6 bilhões, segundo estimado pela federação. Uma recuperação da indústria musical ainda está a um ano de distância, informou o presidente da federação, John Kennedy.

Enquanto isso, a indústria de gravação está expandindo sua busca por receita. Há planos para iniciar uma campanha para tornar os provedores de Internet responsáveis por impedir a pirataria através de suas redes, disse o Sr. Kennedy. Estão iniciando um lobby juntamente ao governo americano para reconhecer uma forma de reservar os direitos (copyright) que tem fornecido aos músicos uma firme lealdade na Europa e outros lugares.

O Sr. Kennedy aprovou um acordo feito no ano passado pelo presidente da França, Nicolas Sarkozy, através do qual provedores de serviços de Internet concordaram em fechar a conta de pessoas que insistem em violar os direitos reservados (copyright).

Representantes da indústria tendem a medidas similares em países como Grã-Bretanha e Suécia. Na China, onde a pirataria é descontrolada, a indústria musical considera iniciar um processo contra Baidu.com, o maior provedor de Internet, informou o Sr. Kennedy.

Alguns desenvolvimentos favoreceram a indústria da música na China. Sob um acordo recente, bares de karaokê reconhecem os direitos audiovisuais de vídeos musicais e recolhem taxas.

Fonte: jornal on-line Britânico.

♪♪ = Trilha sonora

.
1 comentários

Assisti a pouco o filme "Os Simpsons" e me decepcionei com a trama digna apenas de mais um episódio da série. E o dublador do Hommer (claro que assistiria legendado se me filho de 7 anos não estivesse comigo), foi substituído por outro pouco talentoso.

Mas o que me surpreendeu foi a trilha sonora. O clássico tema de "Os Simpsons - a série" é composto por Danny Elfman, um grande arranjador que fez um trabalho incrível em muitos filmes, vou citar alguns: 'Batman, O Retorno', 'Homens de Preto', 'Spider Man' 'Missão: Impossível’... porém o filme não traz sua assinatura.

Quando procurava o nome dele, deparei-me com o nome de outro compositor à altura na direção musical: Hans Zimmer. Nascido em Frankfurt, Zimmer iniciou sua carreira musical tocando teclados e sintetizadores, entre outros instrumentos, com as bandas 'Ultravox' e 'The Buggles' ("Video Killed the Radio Star"). Nos anos 80, começou a compor e produzir trilhas sonoras para filmes. Seu primeiro grande sucesso veio em 1988 com o tema de Rain Man, pelo qual foi indicado ao Oscar. Desde então, tem composto música para muitos filmes como A Rocha, O Último Samurai, Gladiador, Hannibal A Origem do mal, Telma e Louise, Pearl Harbor e Missão Impossível 2. Zimmer também produziu o tema de Piratas do Caribe de Klaus Badelt, trabalho que define muito bem o estilo do compositor. Recentemente, compôs a trilha sonora de O Código Da Vinci. Bom, minhas preferidas são a trilha para Piratas do Caribe em especial para o Baú da Morte, Gladiador e Principe do Egito. O estilo de Zimmer é caracterizado pelo uso predominante de sons metálicos, combinados com coro de vozes marcantes. Vale a pena, e muito, conferir a trilha de todos os filmes citados aqui.

Para você se divertir com a trilha de Os Simpsons autoria de Danny Elfman num arranjo para violões:



♪♪ = Usando o Microfone.

.
3 comentários

Muita gente fica inibida com o microfone, mas, o ideal, é tratá-lo com um grande aliado para os cantores. Com ele utilizamos menos força física, podemos lapidar a emissão vocal tirando ou colocando graves, médios e agudos, se o equipamento de som for bom.
É bom que você se acostume a ser seu próprio técnico, ou ao menos ter uma noção, pois há lugares em que você vai se apresentar que não dispõem de um técnico para o som. Para isso, plugue o microfone e vá treinando, falando ou cantando, e mexendo nos botões de graves, médios, agudos e no "reverb", o eco. Quando estiver cantando, afaste um pouquinho o microfone quando for emitir agudos ou quiser colocar mais força física e emocional, não afaste demais a menos que tenha uma baita potência vocal e quiser mostrá-lo. Nos graves, aproxime-se mais do microfone. Deixe sempre a boca próxima, mas não grudada. Cuidado com as palavras com a letra "P", que produz aquele "puff" incômodo, e o "S". Não exagere nas terminações porque ele sibila. No mais, é treinar e se ouvir.

♪♪ = Jardim Botânico

.
0 comentários

Neste último final de semana fiz um passeio ao Jardim Botânico (realmente esta postagem nada tem a ver com música, exceto se vc for um compositor a procura de um lugar inspirador).
Fiquei surpreendido pela infra-estrutura e o verde em meio à floresta de concreto da capital gaúcha: não o conhecia.
Apenas dou-me ao prazerozo trabalho de compartilhar aqui esse passeio porque recomendo a você que dispense um tempo pra visitá-lo. Aqui em Porto Alegre o valor da entrada é de R$2,00 e crianças até 12 anos não pagam.
Visitem o Museu de Ciência e Tecnologia e o Serpentário dentro do parque sem pagar nada a mais.

♪♪ = Qual a idade para começar a estudar música?

. domingo, 10 de fevereiro de 2008
2 comentários

Não há, na verdade, uma idade ideal para se começar a estudar e praticar a música. Se houver uma pretensão profissional, certamente quanto antes se der início aos estudos melhor, mesmo assim não há uma regra e uma lógica a serem seguidos.
O mais imortante de tudo é estar ciente de que a música exige muita dedicação do estudante e do praticante, até mesmo para se chegar a um nível básico.
A dedicação, seja com 10, 20, 30, 40, 50 anos ou mais, é que levará o estudante até o nível e estágio em que se sinta satisfeito.
Concluindo então, podemos dizer que a "barreira" do tempo não é empecilho algum para a iniciação musical e também de qualquer instrumento, muito pelo contrário, pois pode ajudar em problemas físicos e também emocionais e mentais.
Se julga que é tarde, faça então por puro prazer, para melhorar a sua qualidade de vida. Em pouco tempo saberá o que estou dizendo.

♪♪ = Como é a digitação da Flauta Transversa?

.
1 comentários

Veja as notas da flauta transversa. Para melhor visualizar, clique na imagem.


♪♪ = Como são as posições do trombone de vara?

. sábado, 9 de fevereiro de 2008
0 comentários

Estas são as posições das notas na vara do trombone.
Você pode clicar na imagem para amplia-la.






Coloque Solos de Sax, Trompete e Violão na cerimônia de seu aniversário, casamento, etc...

Chords Musical é um grupo especializado em Música ao Vivo para eventos e cerimônias.

Valores a partir de R$ 200,00 para eventos e de R$ 140,00 para homenagens particulares.

Repertório com música erudita, popular, gaúcha e internacional. Também trabalhamos com música sob encomenda.

Atendemos região metropolitana de Porto Alegre, Vale do Sinos e cidades do litoral Norte do Estado.


Entre em Contato diretamente com Gesiel (51) 84223394 (gesielsvargas@yahoo.com.br) ou ainda no email do grupo: chordsmusical@msn.com

♪♪ = Tem a digitação da Trompa Corn?

.
0 comentários

Esta é a digitação da Trompa.
É só clicar na imagem abaixo para amplia-la.

♪♪ = E a a digitação do trompete/trombone?

.
5 comentários

Digitação do trompete (piston), trombone e "assemelhados".
Clique na figura para amplia-la.

♪♪ = E a digitação do Sax?

.
0 comentários

Clique na imagem para amplia-la.

♪♪ = Como é a digitação da Clarinet?

.
2 comentários

Notas na clarineta 17 chaves.
Clique na imagem para amplia-la.


Notas na clarineta 13 chaves.
Clique na imagem para amplia-la.

♪♪ = E como é a digitação da Tin Whistle?

.
0 comentários

Esta é a digitação da Tin Whistle, clique na figura para amplia-la.

♪♪ = Atalhos para Encore?

.
1 comentários

Então eis alguns atalhos de teclado para funções úteis no Encore.

I- Porque clicar nas figuras da paleta de notas se você pode usar o teclado? Eis:
0= Semibreve dentro dos parênteses (breve)
1= Semibreve
2= Mínima
3= Semínima
4= Colcheia
5= Semicolcheia
6= Fusa
7= Semifusa
8= Quartifusa
S= Sustenido
F= Bemol
N= Bequadro
D= Ponto de aumento
R= Aciona a outra coluna da paleta T= Tresquiáltera
Shift+S= Dobrado sustenido Shift+F= Dobrado bemol
Shift+N= Parênteses (acidente de precaução) Shift+D ou “ç” = Duplo ponto de aumento
Inclusive você selecionar a nota e altera-la conforme os atalhos acima.

II- Funções Ctrl:
Ctrl + F= Retira o Som do metrônomo (use a opção salvar preferências).
Ctrl + A= Seleciona toda a partitura. Ctrl + S= Salva o arquivo. Ctrl + Y= Vista Linear.
Ctrl + O= Abrir arquivo. Ctrl + P= Imprime. Ctrl + H= Mostrar/Esconder.
Ctrl + ´`(acento) ou Ctrl + {[= Selecione as notas e utilize para arrastá-las para a direita ou esquerda.
Ctrl + K= Aciona/desabilita a paleta Ctrl + L= Ligadura (portamento/frase) Ctrl + T= Ligadura valor
Ctrl + ; (ponto e vírgula) = planilha de trilhas Ctrl + Tab= Alterna entre os arquivos abertos.
Ctrl + + ou Ctrl + - = Selecione as notas e utilize para transportá-las acima ou abaixo.
Ctrl + ^ (acento)= Mostra os pontos de controle. Ctrl + D= Hastes para baixo. Ctrl + U= Hastes para cima.
Ctrl + G= Coloca pausas nos espaços vazios (selecione o trecho). Ctrl + J= Ajuste de espaçamento (selecione).
Ctrl + X= Recortar. Ctrl + C= Copiar. Ctrl + V= Colar.
Ctrl + Z= Desfaz a última alteração. Ctrl + C= Copiar. Ctrl + V= Colar.
Ctrl + N= Novo arquivo. Ctrl + <>= Seleciona compasso anterior ou o seguinte.

III- Outras funções com o teclado:
A = Aciona o mouse E = Aciona a borracha R = Aciona o lápis e alterna entre valores ou pausas.
Z = Zoom M = Vai para o compasso que digitar
< = Seleciona a nota anterior > = Seleciona a nota posterior
`(acento) = Diminui a quantidade de compassos por sistema.
{ = Aumenta a quantidade de compassos por sistema.

♪♪ = E os ensaios da Orchestra?

. sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008
1 comentários

As férias estão acabando, e é neste próximo sábado (09/02/2008) que mataremos as saudades da Orquestra Clarins de Sião.

Não nos esqueçamos que nosso ensaio começa as 14h30min. então até lá.

♪♪ = Acorde proibido?

. terça-feira, 5 de fevereiro de 2008
10 comentários

Durante o século XV ao século XIX, o trítono (ou tritom) que é o nome dado a um intervalo que possui 3 tons, equivalente a uma 4ªAumentada ou 5ªDiminuta, era considerado um intervalo perigoso, apelidado de "Diabolus in Musica", ou intervalo do diabo.
Sua execução na igreja era proibida e, pra quem o fizesse, acreditava-se que iria pro inferno.
Porém, a partir de então, começou a ser amplamente usado. Esse intervalo, que é dissonante, está presente em alguns tipos de acordes como o dominante, diminutos, menores com sexta e meio-diminutos. Seu principal uso está nos dominantes.
Esse intervalo caracteriza-se por adicionar tensão ao acorde dominante pedindo resolução no acorde do I grau. Por isso, um acorde de G7, por exemplo, soa bem se precedido de C ou Cm. O tritono é formado pela 7ªmenor (no caso de G7 = fá) e pela 3ªMaior (si) do acorde dominante e estas notas pedem resolução na 3ª (M ou m) (mi ou mib) e na fundamental (dó) do acorede de I grau, ou seja, nesse caso, o fa desce para mi ou mib e o si sobe para dó.
Lembro-me que um vez um aluno meu viu-me fazendo esse acorde. Bom, ele era um aluno dedicado, pesquizava assuntos por si só (se ele ler este post se lembrará), então ele havia lido sobre o "Diabolus in Musica" e quando viu eu fazendo um Fa# e um Do (outro exemplo de tritono) ele saltou e disse: "Tu usa este acorde? Estou me cuidando pra nunca tocar este acorde, ele é demoníaco". Ou algo assim, ele disse.
Quem entendeu sabe q esse acorde está presente em muitas músicas e nada tem de proibido nele, mas, se vc tocar o tritono sem resolução, vai parecer desagradável ao ouvido: apenas uma característica da dissonância.
Entendeu? Se vc tem um pouco de conhecimento de intervalos com certeza sim, se não possui esse conhecimento, está na hora de aprender: não tem como ser um bom músico se ignorar isso.

♪♪ = O que é Tin Whistle?

. domingo, 3 de fevereiro de 2008
3 comentários


Bom, comprei 2 Tin Whistle (flauta Irlandesa) pelo site hobglobn http://www.hobgloblin.com/ uma fabricada na Irlanda (Walton Little Black em D) e outra na Inglaterra (Nickel Generation em C).

Na verdade são presentes para Aline, minha esposa. Mas, espero também aprender a tocar.


Texto retirado do wikipedia:

Tin whistle - em português assobio de latão - também conhecida como penny whistle ou flauta irlandesa, é uma pequena flauta de metal (geralmente cobre, latão ou estanho) ocasionalmente também de madeira, muito usada na música celta, medieval e escocesa.

Original da Irlanda, esta flauta muito se assemelha à flauta doce no que diz respeito à digitação, porém possui algumas diferenças tanto no timbre (mais claro e agudo), quanto na quantidade de furos (apenas seis).
A tin whistle é um instrumento simples, de resposta rápida e fácil para os aprendizes. Porém, o domínio das inúmeras técnicas utilizadas nela requer agilidade.Possui duas oitavas, controladas pela intensidade do sopro, e pode ser encontrada em diversas afinações (C, D, Bb...).
Existem várias marcas e modelos, embora as cheap whistles – um padrão mais popular de tin whistles mais baratas – são compostas geralmente de um corpo de metal e uma boquilha de plástico.Tin whistles são geralmente ouvidas junto a um violino, concertina ou gaita de fole - instrumentos comuns na música irlandesa.


São marcas populares de tin whistle: Waltons, Generation, Clarke, Clare, Feadóg, Susato e Dixon.
Conhecidos tocadores de tin whistle:

Andrea Corr (foto)– vocalista do grupo musical irlandês The Corrs;


Bridget Regan - membro do grupo musical americano Flogging Molly;

Paddy Moloney e Matt Molloy - ambos integrantes do The Chieftains;



Ouve-se a tin whistle numa canção muito conhecida da cantora Celine Dion chamada "My heart will go on" - trilha sonora ganhadora do Óscar do filme Titanic.

♪♪ = Como transformar Partitura em PDF?

.
3 comentários

Primeiro você precisa de uma impressora virtual (leia a próxima postagem). Essa "impressora" salva o arquivo em PDF, na verdade, um drive de impressora é instalado. Se não tem o programa, entra no Baixaki, baixe e instale o programa CutePDF Writer.
Feito isso, depois que você preparar a página no Encore ou qualquer outro programa, você manda imprimir pelo modo convencional (Arquivo/Imprimir etc...). Antes de dar ok selecione a impressora CutePDF-Writer. No campo próprio selecione o destino do arquivo e pronto. Voce tem a partitura salva em PDF. É claro que é necessário um programa que possa abrir PDF. Recomendo o Adobe Reader, no Baixaki também tem ele.


Coloque Solos de Sax, Trompete e Violão na cerimônia de seu aniversário, casamento, etc...

Chords Musical é um grupo especializado em Música ao Vivo para eventos e cerimônias.

Valores a partir de R$ 200,00 para eventos e de R$ 140,00 para homenagens particulares.

Repertório com música erudita, popular, gaúcha e internacional. Também trabalhamos com música sob encomenda.

Atendemos região metropolitana de Porto Alegre, Vale do Sinos e cidades do litoral Norte do Estado.


Entre em Contato diretamente com Gesiel (51) 84223394 (gesielsvargas@yahoo.com.br) ou ainda no email do grupo: chordsmusical@msn.com

♪♪ = Mandar partitura para o Word?

.
0 comentários

Se eu preciso de apenas um trecho da partitura, como por exemplo, estou elaborando um método, e cada exercício tem, no máximo 4 sistemas, então eu dou um PrintScreen e depois mando colar no Paint.
No paint eu recorto a parte que eu quero e mando colar no Word.
Mas se preciso da partitura inteira, faço o seguinte: depois da partitura pronta, vou em imprimir e seleciono a impressora "Microsoft Office Document Image Writer", ao mandar imprimir nessa "impressora" abre a janela "salvar como". Ao salvar estou criando um arquivo de imagem (*.tif) que pode ser aberto em qualquer programa do Office.
Espero ter sido claro...

♪♪ = Afinador Eletrônico?

.
0 comentários

Afinador eletrônico é um aparelho que reconhece as freqüências sonoras baseadas na freqüência A = 440 hz e, então, indica se o a nota gerada pelo instrumento precisa ter uma freqüência maior (som mais agudo) ou menor (som mais grave) para se igualar a freqüência gravada pelo fabricante.

Um afinador virtual é um software (programa de computador) que tem a mesma funcionalidade de um afinador eletrônico. Ele utiliza as informações da wavetable do computador onde estão gravadas as freqüências das notas musicais e compara com o som recebido através de um equipamento de entrada (microfone) ligado ao PC.
Portando, para fazer uso de afinador virtual, é necessário ligar ao computador um microfone e caixas de som.

O software que recomendo é o “AP guitar tuner” que, além de ser gratuito, é pratico e funcional.
Se alguém quiser um CD com o AP guitar tuner e mais de 40.000 midis, além de muitos outros programas úteis para conversão de arquivos e para partituras entre em contato que poderei enviar para vc. Consulte os custos de envio pelo meu email gesielsvargas@yahoo.com.br.

O programa possui diferentes tipos de afinação ou você pode fazer sua própria afinação (presets).
A afinação do violão e guitarra é a “standard E (default)”
Vê-se o nome das diferentes cordas do violão. Acima, pode-se clicar em “Play” e escutar o som de cada corda, ou clicar na corda sozinha.

O ponteiro de sensibilidade indica a nota produzida por seu instrumento e o percentual abaixo ou acima em relação a nota.
Também se vê as cordas do instrumento e um ponteiro sensível ao som onde você verá se cada corda precisa ser tencionada ou afrouxada.

Como faço na prática?

1- Aproxime o instrumento do microfone do PC.
2- Faça soar cada corda (outros instrumentos: toque a nota Lá transportada para a afinação correspondente).
3- O ponteiro indicará a nota que você está fazendo e o percentual que ela se encontra abaixo ou acima. Se exemplo, a nota feita for um Mi (E) e a corda estiver 36% abaixo, ou seja, precisa ser tencionada (apertada) para chegar a 00% (afinada).
4- Repita o procedimento com todas as cordas.

Apesar de ser um programa propriamente para violão ou guitarra, pode-se afinar qualquer instrumento com ele.

Até a próxima

♪♪ = MIDI para partitura?

.
0 comentários

Você pode transformar arquivos Midi em partituras. Basta ter um editor de partituras o Encore, por exemplo.

1- Vá até o “Meu computador” e clique no drive do CD Partituras (se você não possui o CD peça pelo email gesielsvargas@yahoo.com.br, ou entre em contato aqui pelo blog) ou procure algum midi na internet.
2- Clique em MIDIS do CD Partituras.
3- Escolha qualquer arquivo dentre os vários.
4- Clique invertido sobre ele (com o botão direito do mouse).
5- Clique em “abrir com”. (para que o procedimento funcione, o arquivo não pode estar compactado (zipado).
6- Clique em “escolher programa”.
7- Procure o Encore na lista que aparecerá. Caso o Encore não apareça na lista, siga os passos das letras seguintes.
a. Clique em procurar
b. Dentro de “arquivos de programas”, procure a pasta “GVOX”.
c. Após clique na pasta “Encore”.
d. Depois clique em Encore32.
e. Clique em Abrir.
f. Agora o Encore já aparecerá na sua lista.
8- Antes de clicar em OK, marque a opção:
“Sempre usar o programa selecionado para abrir este tipo de arquivo”
9- Agora sim, clique em OK.
10- O Encore se abrirá com a partitura que você escolheu.
Nota: Esse procedimento só será necessário uma única vez, depois de realizado, basta apenas dar um duplo clique sobre o arquivo MIDI que ele se abrirá no Encore.

♪♪ = Configurar o Encore?

.
1 comentários

Para configurar o Software Encore.
1- Vá até o menu Iniciar
2- Clique em todos os programas.
3- Clique em GVOX Encore.
4- Clique em “Encore 32”.
5- O programa Encore se abrirá, clique em OK nas janelas que aparecer.
6- Vá até o menu “configurações” (setup).
7- Clique em “MIDI…” (midi setup).
8- Na janela que se abrirá, selecione a “Porta A” e a “Porta B” de acordo com sua placa de som.
9- Selecione ainda nenhum para a “Porta de Gravação” e também nenhum para “Receber Sync na Porta” (caso tua placa não possua Entrada MIDI, o que ocorre na maioria dos casos).
10- Vá em “configurações” (setup), e desabilite o “clique ativo” (click on).
11- Clique novamente em “configurações” (setup) e clique em “Salvar preferências” (save preferences).
a. Esta opção é para que o programa salve suas configurações, você pode fazer isso com outras preferências também, exemplos: Se desejar que o Encore abra sempre maximizado, maximize-o, e repita o passo n.º 11. Se desejar que os compassos sempre sejam numerados, vá até “compassos”, “numerar compassos”, escolha a opção “adic. números”, dê OK e repita o passo n.º 11.

♪♪ = Instalar o Encore?

.
0 comentários

1- Vá até o “Meu computador” e clique no drive do CD Partituras (se você não possui o CD peça pelo email gesielsvargas@yahoo.com.br) ou baixe o Encore aqui.
2- Clique em “Encore 4.5 instalação”.
3- Clique no ícone “Setup45”.
4- Uma janela se abrira:
5- Clique no local indicado 3 vezes.
6- Pronto, o programa já está instalado.
7- Agora volte a janela do CD Partituras e clique no “TrdzEnc”.
8- Clique em prosseguir.
9- Clique em estou ciente
10- Clique em Traduzir.
Pronto, o Encore já estará traduzido para o Português.

♪♪ = Editor de partituras??

.
0 comentários

É um software (programa de computador) que serve para escrever, editar, tocar, visualizar, enfim, trabalhar com partituras musicais. Dessa forma, a maioria dos editores de partituras, trabalha com a interface MIDI, podendo criar arquivos MIDIS ou abrir um arquivo já pronto.

Os editores de partituras mais conhecidos são: “Finale”, “Sibelius”, “Music MathWorks”, e “Encore”. De todos o Finale e o Sibelius são os mais completos, confiáveis e profissionais, mas, o mais indicado para converter arquivos MIDIS em partituras com praticidade, escrever partituras sem difuculdades é o ENCORE, além disso, esse último arrebata a maioria dos usuários.

♪♪ = O que é MIDI?

.
0 comentários

Midi (Musical Instrument Digital Interface) é uma sigla que significa Interface Digital de Instrumentos Musicais. Na prática, transforma a música real, a que foi gravada com instrumentos MIDIS, em partituras, onde o computador se encarrega de ler e tocar as músicas para você com todos os instrumentos que você escolheu. Você pode, com isso, até mesmo, compor suas músicas colocando o instrumento que desejar da maneira que melhor achar. Com isso, é certo garantir que os MIDIS são uma poderosa arma para você que é músico ou um simples amante da música em geral.

No seu objetivo real a utilidade da interface MIDI é tanta e ele chegou para auxiliar o processo de criação e gravação musical que ele é usado pelos produtores musicais das grandes gravadoras para artistas e grupos de todos os gêneros, como também pelos criadores de música para cinema, TV, multimídia, compositores eruditos e produtores de todas as formas de música eletrônica.
A Interface MIDI foi feita, a princípio, para transmitir informações de um instrumento para outro. Com isso, é possível conectar via "MIDI", um ou mais instrumentos e fazer com que as notas tocadas em um deles sejam tocadas também nos demais.

Em resumo, uma ferramenta de composição, arranjo e produção musical. Mas, tem outras utilidades, como a edição de partituras e a sincronização de gravadores e mesas automáticas, até mesmo controlar um show de luzes baseado nas freqüências sonoras, mas o seqüenciamento dos arranjos é a sua função mais abrangente. Sem realmente gravar o som dos instrumentos, o seqüenciador MIDI registra tudo o que o músico toca e depois é o próprio seqüenciador que “toca” os instrumentos. O seqüenciador pode então executar a mesma música ou seqüência MIDI em qualquer outro instrumento MIDI. Neste caso, o som que ouvimos é o do novo instrumento, já que o seqüenciador não registrou o timbre, por assim dizer, mas as notas tocadas. Se a música seqüenciada for executada no sintetizador de uma SoundBlaster, terá o som de uma SoundBlaster. A mesma seqüência MIDI executada num sampler ou sintetizador de primeira linha terá uma qualidade sonora muitas vezes superior.

Os componentes fundamentais do estúdio MIDI são três: o controlador, o seqüenciador e o gerador de som.
O controlador é o teclado ou a guitarra MIDI que o músico efetivamente toca. Podemos adicionar as notas até com o mouse e o teclado do computador, mas também temos violinos MIDI da Zeta, saxofones MIDI da Yamaha e captadores/conversores MIDI da Roland para a sua guitarra. Cada músico usa os controladores mais adequados à sua técnica instrumental.
O seqüenciador é o “gravador” das informações MIDI. Ele registra o que é tocado, edita e executa o material no gerador de som. Podemos usar os seqüenciadores físicos, as groove boxes e as baterias eletrônicas. Os programas de computador são mais confortáveis e completos e menos portáteis. O Cakewalk Sonar, o Steinberg Cubase, o Logic e o Digital Performer são os mais usados.
O gerador de som é o sintetizador ou o sampler. É o próprio som do sistema MIDI. Além de todos os modelos já citados, em forma de teclados ou racks, contamos hoje em dia com excelentes programas sintetizadores e samplers virtuais. Com uma placa de som de qualidade, dispomos do GigaSampler ou do GigaStudio da Tascam/Nemesys e de inúmeros sintetizadores que, efetivamente, transformam nossos computadores em estúdios completos.

Se alguém quiser um CD mais de 40.000 midis, stylos para teclados, além de muitos outros programas úteis para conversão de arquivos e para partituras entre em contato que poderei enviar para vc. Consulte os custos de envio pelo meu email gesielsvargas@yahoo.com.br ou no formulário deste blog.

Menu

Postagens Recentes

Quem está Online?

Vídeo

Vou sempre colocar aqui algum vídeo musical interessante que eu encontrar no youtube. Esse é o terceiro vídeo que coloco aqui, o The Voca People que estarão aqui em Porto Alegre, direto de Tel Aviv:

Arquivo

Contato


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


Pesquise Neste Site

Pesquisa personalizada